Segue-nos

País

Daniel, o emigrante doente terminal, foi homenageado ontem pelo Sporting, e reagiu com emoção

Publicado

em

Contámos aqui, desde o apelo inicial que fez ainda na Bélgica, a história de Daniel Raimundo, que emigrou para a Bélgica, e foi diagnosticado com um cancro já em fase terminal.

Fez um apelo nas redes sociais para voltar a Portugal, e poder “morrer em casa”, e emocionou muitos portugueses. Ontem à noite realizou um sonho de vida com a ajuda do seu clube do coração: esteve no Estádio de Alvalade, para dar o pontapé inicial, e emocionou-se ao lado do seu pai.

Daniel tinha o desejo de morrer em Portugal, e saiu da Bélgica no passado sábado, depois de um grupo de bombeiros, e uma enfermeira, se terem disponibilizado para o trazer de volta para o seu país.

Daniel foi convidado para dar o pontapé de saída simbólico no jogo entre o Sporting e o Vitória de Guimarães.

O adepto foi muito acarinhado pelo público, a deu um abraço a Jorge Jesus. No Facebook, Daniel escreveu: “Estou no céu e o meu pai também”.

O caso de Daniel Raimundo, tem 43 anos, que estava internado num hospital, na Bélgica, onde lhe foi diagnosticado um cancro terminal, emocionou os portugueses, e mobilizou muita gente.

Este emigrante português estava na Bélgica desde julho de 2017 e recebeu, em dezembro, a notícia de que teria apenas dois meses de vida.

Na quinta-feira, através das redes sociais, Daniel fez um pedido de ajuda desesperado, para poder regressar a Portugal, e “morrer em casa”.

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING