Segue-nos

Famosos

Cristina Ferreira “resolve” assunto com 16 anos de espera…

“Tinha 24 anos e não soube como lidar com aquele momento. “

Publicado

em

Cristina Ferreira / Instagram

Foi no passado sábado que a apresentadora da TVI revelou que as capas contra o preconceito da edição de Julho da revista ‘Cristina’, que tanta polémica geraram, eram um projecto com 16 anos.

Cristina Ferreira subiu ao palco dos prémios Arco-Ìris de 2017, organizado pela ILGA Portugal, uma associação que luta contra a discriminação da comunidade LGBTI – Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais, para receber um prémio em nome da revista.

A apresentadora fez um discurso onde conta que há muito queria fazer algo que ajudasse quem como ela um dia não soube lidar com assunto “Foi há 16 anos, mas ficou-me marcado até hoje… eu tinha que fazer alguma coisa…” lê-se na legenda do video que partilhou orgulhosamente nas redes sociais, do seu discurso.

“Estas capas.. e eu já juntei mais uma no inicio de 2018, começaram há 16 anos, porque eu fui professora numa escola em Casal de Cambra. Mas há um dia em que depois de entrar e estarem toodos a conversar uns com os outros, viram-se  sobre uma miúda lá da sala, que estava na penúltima fila, e começaram a dizer: ‘oh professora, a professora não sabe, mas ela é lésbica, ela gosta de meninas’. Ela corou, corou, corou e eu mandei-os sossegar e não consegui fazer mas nada. Tinha 24 anos e não soube como lidar com aquele momento. E por isso eu digo que estas capas começaram há 16 anos porque eu própria fui aprendendo a lidar com ela, com aquela menina. Até que em Julho talvez quente, surgiram estas capas.”

 

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING