Segue-nos

Famosos

Cristina Ferreira e a “desconcertante” entrevista à mãe de Rui Pedro: “Chamem-me maluca. Não queria morrer sem saber do meu filho”

“Chego todos os dias ao espelho e digo assim: ‘ é mais um dia’. Tens de conseguir enfrentar…Viver para saber dele, tenho de saber o que lhe aconteceu”

Publicado

em

Cristina Ferreira/ Instagram

Cristina Ferreira foi partilhando ao longo do programa de ontem, a entrevista que hoje todos quiseram assistir.

Filomena, a mãe de Rui Pedro, desaparecido há 20 anos, partilhou com a apresentadora da SIC um pouco do que tem sido a sua vida desde o dia 4 de Março de 1998.

Cristina Ferreira emocionou-se várias vezes, ou não fosse esta, como referiu nas redes sociais, a entrevista mais difícil que alguma vez fez:

“É talvez a entrevista mais dura da minha vida. A mais desconcertante.”

A mãe de Rui Pedro falou da sua dor, e foi difícil de ouvir.

Filomena mostrou-se convicta, até que lhe provem o contrário, de que o filho está vivo. Revela que a dada altura um médico lhe disse para colocar uma pedra no quarto do filho, que garante estar intacto desde o seu desaparecimento, mas que se recusa a fazê-lo:

“Quer que eu meta um túmulo no quarto do meu filho ? O meu filho está desaparecido, ele não morreu”, e adianta: “Eu não fiz luto, nem faço luto, posso ser maluca, chamem-me maluca. Mas eu ainda acredito que ainda vou saber do meu filho. Ou pelo menos do que lhe aconteceu”.

Sobre a sua força, e de como tem conseguido ultrapassar todos os dias durante estes 20 anos passados, Filomena diz-se uma mulher frágil, que aparenta ser forte, mas que só aguenta porque espera um dia saber o que aconteceu a Rui Pedro:

“A Filomena tem que aparentar um sorriso.. não podemos sufocar no sofrimento.. se nós nos agarramos ao sofrimento não conseguimos viver (…) Eu acho que sou muito frágil, mas aparento ser uma mulher de força. Tento. Chego todos os dias ao espelho e digo assim: ‘ é mais um dia’. Tens de conseguir enfrentar … mais um dia… e este dia é para viver até ao fim, vamos viver. “

A mãe de Rui Pedro garante que é apenas a esperança de saber o que aconteceu e quem sabe, conseguir encontrar o filho, e a outra filha que tem que a faz continuar:

“Viver para saber dele, tenho de saber o que lhe aconteceu, esse é o meu objectivo.. e para a minha filha que é o meu trevo da sorte”.

Filomena conta ainda que o seu pai, avô de Rui Pedro morreu sem saber o que aconteceu ao seu neto e que não queria que lhe acontecesse o mesmo “Eu não queria morrer sem saber do meu filho!”, refere.

No final da entrevista agradece à apresentadora o facto de esta a ter deixado falar sobre o filho: “Obrigada Cristina por me ter deixado falar um bocadinho sobre o meu filho”

Vê a entrevista completa aqui.

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

TRENDING