Famosos

Cristiano Ronaldo usa “técnica de sono” que o faz dormir bem e recuperar melhor

O avançado da Juventus contou com Nick Littlehales, um especialista em questões relacionadas com o sono, para poder descansar bem…

De acordo com um estudo recente da Pennsylvania State University, dormir 8 horas por noite pode não ser suficiente para recarregar baterias.

E a técnica de recuperar o sono no fim-de-semana não funciona: quando não dormimos, é difícil recuperar o sono perdido. Evidências científicas mostram que quando dormimos pouco, o corpo tende a engordar e o humor torna-se mais instável.

A única maneira de ser acordar revigorado de manhã é dormir pelo menos 8 horas e meia por noite: “8 horas e meia de sono são as novas oito horas”, explica o professor Orfeu Buxton, da Penn State University.

Para poder respeitar essa regra do sono, podemos também seguir o conselho de Cristiano Ronaldo, que segue uma técnica inovadora para dormir o suficiente, e essencialmente dormir bem.

O avançado da Juventus contou com Nick Littlehales, um especialista em questões relacionadas com o sono, para poder descansar bem.

Cristiano Ronaldo divide o sono em 5 fases de 90 minutos cada. Essa regra força-o a desligar qualquer dispositivo electrónico pelo menos uma hora e meia antes de ir para a cama.

A técnica do sono de Ronaldo é, portanto, contra a teoria de que as pessoas precisam de oito horas de sono contínuo. Em vez disso, esta técnica aconselha cinco ciclos de sono, cada um com a duração de 90 minutos.

A teoria de Littlehales é que ao despertar, o atleta começa a gastar a energia acumulada. Na metade do dia, esta começa a acabar, então é necessário dormir mais 60 ou 90 minutos para voltar a recuperar, como conta  “A Folha“.

Depois do treinor da tarde ou ao início da noite, em dias que não são de competição, o corpo deve adaptar-se e fazer mais uma sesta.

“A serotonina [neurotransmissor que atua no cérebro]  é trazida pela luz solar e faz-nos ter energia, estar ativo e ter apetite. A meio do dia, em relação ao momento que o sol nasce, estamos na metade desse processo e o nível [de serotonina] começa a baixar. É quando, para o cérebro, a necessidade de dormir é grande. Se descansamos, renova-se”, afirma.

E o descanso não é apenas uma questão das horas.  Nick Littlehales pede aos seus clientes durmam em posição fetal, de preferência sobre o lado esquerdo do corpo.

Diz que este é o hábito do ser humano desde o homem das cavernas, e é a posiçãoem que o corpo mais consegue relaxar.

“A sensação que passa para o cérebro é de conforto porque, teoricamente, está a proteger o coração e os órgãos genitais. O processo de recuperação de energia é maior…”

COMENTÁRIOS

To Top