Segue-nos
PUBLICIDADE

Televisão

Conheça os segredos dos bastidores de ‘Hell’s Kitchen’

PUBLICIDADE

A revista TV Mais revela vários segredos dos bastidores do concurso ‘Hell’s Kitchen’…

Publicado

em

SIC/Site

Hell’s Kitchen é a aposta principal da SIC para os domingos à noite e quem tem reunido a preferência dos portugueses, uma vez que o concurso tem sido líder de audiências domingo após domingo. A primeira temporada continua em exibição, apesar de já ter sido gravada.

PUBLICIDADE

Com isso em mente, e para desmistificar as condições em que o programa foi realizado, a TV Mais revela na edição da revista desta quarta-feira, dia 28 de abril, vários segredos dos bastidores do ‘Hell’s Kitchen’.

Para começar, o programa foi gravado entre 21 de dezembro e 1 de fevereiro e isso fez com que os concorrentes tivessem afastados das famílias no Natal e na Passagem de Ano. Ainda assim, os 16 cozinheiros podiam falar com a família, já que tinham acesso ao telemóvel.

Devido à pandemia, os concorrentes viveram isolados numa quinta luxuosa, com vários quartos a serem partilhados entre os participantes. A testagem ao Covid-19 era frequente e eram acompanhados nos quartos por dois elementos da produção: um rapaz e uma rapariga.

Durante o dia a dia, os participantes cozinhavam principalmente ao jantar. Em dias de expulsão, e devido à pressão que se fazia sentir, o jantar costumava ser no estúdio, ou era encomendado quando chegavam a casa. Ana Cristina era considerada por todos como uma mãe e fazia uma canja que todos apreciavam e elogiavam.

PUBLICIDADE

Era comum os concorrentes fazerem jogos para passar os tempos livres. O Uno e o jogo de tabuleiro Catan, assim como o FIFA, eram os preferidos. Quanto a outras brincadeiras, Rafael tinha medo de fantasmas e dizia que a casa, localizada em Sintra, estava assombrada. Uma vez, os colegas vestiram-se de branco, colocaram farinha nas caras e assustaram Rafael durante a noite.

No início do programa, as reações dos concorrentes, que também são designadas por depoimentos, só foram gravadas duas semanas após o arranque. Isso motiva, por exemplo, a reação de Lucas no episódio de estreia, em que disse que não tinha pedido ajuda a Raúl quando fez o seu primeiro prato. Na reta final, os depoimentos passaram a ser gravados nos dias de prova.

Por fim, os episódios ao domingo foram gravados em dois dias, sendo que havia momentos de folga entre os dias de gravação.

Escrevo sobre tudo e em qualquer circunstância. Movo-me pela vontade de contar histórias e adoro escrever sobre a televisão, os reality shows e os famosos, entre muitas outras coisas...

COMENTÁRIOS

TRENDING