Segue-nos

Animais

Condenado a 10 anos de prisão por torturar cadela até à morte

Publicado

em

Numa enorme vitória para os amantes dos animais, Radoslaw Czerkawski, o homem responsável pela morte de Puppy Doe, foi finalmente considerado culpado de abuso de animais.

Cinco anos depois de Kiya, uma mistura de Pit Bull, mencionada nas redes sociais como “Puppy Doe”, que teve que ser abatida devido aos ferimentos graves, está finalmente feita justiça.

O agressor, um cidadão polaco chamado Radoslaw Czerkawski, foi condenado no dia 27 de março em Massachusetts. Depois de a sentença ter sido lida, as pessoas que estavam no tribunal não conseguiram conter as lágrimas.

Radoslaw chegou aos Estados Unidos em 2008, com um visto de estudante. Kiya foi encontrada em 2013, abandonada num parque. Ela tinha uma facada no olho, e múltiplas fraturas no crânio e nas costas.

A cadela conquistou os corações de milhares de pessoas nas redes sociais, que assinaram uma petição exigindo o castigo mais severo possível.

Finalmente, cinco anos depois, Radoslaw foi condenado por 12 acusações de crueldade contra animais. Ele enfrenta entre 8a 10 anos atrás das grades, e fica proibido de possuir ou entrar em contato com qualquer animal. Depois de sentença ser cumprida, será deportado para a Polónia.

A decisão foi postada numa página no Facebook chamada ‘Justice for Puppy Doe’, onde centenas de pessoas comentaram sobre como o caso os afetou.

A CBS publicou o vídeo com a leitura da sentença:

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING