Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Concorrente de ‘O Amor Acontece’ pensou no pior após morte da filha: “Levou a minha alma…”

PUBLICIDADE

Ide Vieira revelou que pensou em terminar com a própria vida após a morte da filha mais velha…

Publicado

em

TVI/Instagram

Nas vésperas da estreia de ‘O Amor Acontece’, Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos receberam Ide Vieira, uma das concorrentes do novo reality show da TVI, que estreia este domingo, dia 4 de julho.

PUBLICIDADE

Além da participação no novo programa, a conversa incidiu também da perda da filha mais velha em 2004, vítima de depressão, quando Ida se encontrava no Brasil: “Ela fazia 19 anos em março e faleceu em dezembro […] Essa minha filha foi a primeira e então foi sonhada, foi planeada“, afirmou.

O impacto da perda fez com que Ide pensasse em terminar com a sua própria vida: “Quando aconteceu a perda, o chão abriu e eu entrei num buraco negro. Ela levou a minha alma. Por muitos anos, senti-me morta por dentro. Eu obrigava-me a sorrir, porque a vida continua. Mas, dentro de mim, sentia-me morta. Sempre dizia para a minha filha ‘eu sou um cadáver ambulante“, desabafou.

No primeiro ano, algo me impulsionava a acabar com a minha vida. Algo dentro de mim dizia-me: ‘Tu não tens vida, isto não é vida. Tu perdeste algo muito precioso na tua vida. Tu, hoje, não vives. Vegetas, és um cadáver ambulante. Acaba logo com isso’. Três meses após a morte da minha filha, perdi os meus dois empregos. Não achava que não tinha como recomeçar“, contou.

Emocionada, Ide relatou alguns dos pensamentos que chegou a ter: “Muitas vezes ia a uma grande estrada que há em São Paulo e na qual passam muitas carretas pesadas. Ia para lá e começava a olhar. Vinha uma carreta em grande velocidade e aquela voz dizia: ‘Joga-te à frente daquela carreta e que você vai morrer’. Outra dizia: ‘Não, não faças isso. Porque ainda não é tempo para morreres’.

PUBLICIDADE

Outro dos pensamentos aconteceram quando trabalhava num hospital: “Como ainda trabalhava num hospital, pensava: ‘Conheço medicamentos que se injetam na veia e são letais. Então, vou roubar um medicamento desses’. Achava que não tinha meios de me reerguer. Eu dizia sempre: ‘Desta vez, o vendaval levou tudo. Não tem como erguer a minha vida’“, confessou.

Veja o vídeo aqui.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Dois às 10 (@doisas10tvi)

Escrevo sobre tudo e em qualquer circunstância. Movo-me pela vontade de contar histórias e adoro escrever sobre a televisão, os reality shows e os famosos, entre muitas outras coisas...

COMENTÁRIOS

TRENDING