Segue-nos

Lifestyle

Como poupar para o seu próximo City break?

Publicado

em

Como poupar para o seu próximo City break?

Apesar da época de férias de verão ter terminado, é possível que muitos de nós se mostrem nostálgicos perante a ideia de ter (novamente) uma pausa na rotina diária. E porque não juntar essa vontade de pausa com a oportunidade de explorar uma cidade diferente?

A verdade é que, qualquer um que esta privilegiadamente localizado na Europa, se encontra a uma distância relativamente reduzida de inúmeras cidades atrativas: apenas a 2 horas de avião, em alguns casos.

Ainda que o tempo de praia tenha chegado ao fim, todos os momentos do ano são bons para que se divirta e relaxe.

Se a disponibilidade para estar longe do trabalho não é muita, opte e disfrute do designado de City break. O termo é cada vez mais popular e refere-se a um período de férias curto e em ambiente citadino, num local razoavelmente próximo.

Contudo, quando chega o momento de preparar e de reservar o tão aguardado City break, é preciso pensar financeiramente.

No entanto, pode adotar estratégias pessoais e financeiras que o ajudarão a usufruir desta escapadinha de foro excecional. Seguem-se três simples dicas para que, até à data do seu City break, tenha rendimento suficiente para as férias que deseja.

Faça um plano

O primeiro passo para poupar para umas férias é o respetivo planeamento. Elabore uma projeção da sua estadia, colocando em folha de papel, ou em documento digital, os locais que pretende visitar, onde irá ficar acomodado e que atividades irá realizar.

Durante a pesquisa, necessária para a montagem deste plano, recolha informação sobre custos de alojamento e de transporte, eventuais tarifas de entrada nos vários pontos turísticos, entre outros valores previsíveis.

Assim que terminados ambos itinerário e planeamento geral, some o total dos custos esperados. O valor obtido deverá ser o seu objetivo financeiro até à data de partida, ainda que o mesmo seja uma aproximação da realidade.

Poderá recorrer a um calendário para controlar o tempo que falta até ao seu City break, dividir o valor que precisa obter pelos dias até à respetiva ocorrência, e, desta forma, perceber qual deve ser a sua poupança diária ou semanal.

Em lugar de interpretar esta medida como um sacrifício a que se submete no presente, visione a situação como uma forma de despesa futura, que lhe permitirá tirar maior benefício e proveito.

Pode ainda optar por fracionar o pagamento das suas férias adotando uma outra solução. No mercado existem cartões de crédito que lhe permite pagar a sua viagem, de valor igual ou superior a 300€, em 3x sem juros (caso do cartão Unibanco Atitude), além de lhe dar a possibilidade de acumular pontos para trocar por diversos produtos que a instituição financeira oferece.

Crie uma conta de poupança para as férias

Se reconhece alguma falta de disciplina em relação a reservar parte do seu rendimento para uso futuro, opte por abrir uma conta bancária, à ordem, com esta particular função.

Isto permite que separe, fisicamente, o dinheiro que vai poupando para o City break numa outra conta, que não aquela que usa de maneira corrente no dia-a-dia.

Opte por abrir esta segunda conta numa instituição bancária que possibilite fazê-lo sem custos adicionais, como os de abertura ou de comissão de gestão.

No fundo, a criação de uma segunda conta bancária à ordem, para onde vão as suas poupanças com a finalidade de serem usadas em período de férias, são uma versão moderna do mealheiro tradicional. Com a vantagem de lhe facultar o somatório de quanto já poupou, sempre que desejar.

Siga um orçamento e corte nas despesas

Ter um orçamento, suportado por um plano e objetivo, é essencial para que possa manter o controlo sobre o seu balanço financeiro.

Permite-lhe perceber quanto despende por categoria de gasto (supermercado, transportes, água, eletricidade…) e, deste modo, concluir sobre que áreas pode reduzir despesa.

Possuir um orçamento pessoal constituí um elemento de auxílio no alcance do objetivo financeiro desejado.

Uma vez estruturado, ajuda-o a entender se os seus custos habituais estão demasiado elevados, incentivando à reflexão sobre como reduzi-los. Por exemplo, pode estar a pagar um preço demasiado elevado na conta da internet, face ao atualmente praticado. Se já passou o prazo de fidelização com a sua operadora, porque não pesquisar as várias ofertas de captação de clientes, atualmente disponíveis?

Crédito Consolidado como uma solução de poupança

Se, por outro lado, grande fatia do seu rendimento tem como destino o pagamento de empréstimos, pode optar por soluções financeiras que o levem a reduzir a totalidade das prestações. Uma forma eficaz de o fazer é através do crédito consolidado que, por via da agregação de todos os créditos, permite uma poupança mensal capaz de ascender até aos 60%.

Em lugar de pagar várias prestações mensais distintas, passa a liquidar apenas uma, sob condições mais vantajosas e inferior ao conjunto de mensalidades que pagava. Esta é uma rápida e eficaz solução para quem tem a seu cargo vários empréstimos: reduz gastos e ajuda a controlar a despesa. Opte por instituições como o Unibanco, que garantem mensalidades e taxas fixas até ao final do contrato, não obrigando ao pagamento de comissões de abertura.

Em suma, elabore um plano e esquematize como irá ser o seu City break. De seguida, obtenha o cálculo do montante que precisa ter, até à data de partida, e adote medidas de poupança e de controlo de gastos.

Para que tudo isto fique mais fácil de concretizar, torne as suas férias num objetivo visual, mantendo-se motivado enquanto poupa. Visualizar diariamente uma imagem, como a paisagem do local para onde irá, certamente o incentivará a continuar a poupar.

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING