Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Cláudio Ramos reage às ‘gafes’ em directo e brinca: “Foi uma sorte não ter chamado à Fátima, Cristina…”

PUBLICIDADE

Cláudio Ramos mostrou-se seguro sobre o que aconteceu na sua estreia na TVI, revelando no entanto um misto de emoções: “Chorei quando cheguei a casa”

Publicado

em

Por

Fátima Lopes /instagram

Cláudio Ramos regressou ontem à televisão após um mês de quarentena.

PUBLICIDADE

O apresentador, que viu o programa para o qual foi convidado a mudar de estação (Big Brother 2020) ser adiado, marcou a sua estaria na TVI com um outro formato.

Ao lado de Fátima Lopes, Manuel Luís Goucha, Maria Botelho Moniz e tantas outras caras da estação de Queluz, Cláudio Ramos estreou-se no canal ‘rival’ daquela que foi a sua casa durante 18 anos e, talvez por isso, tenha cometido inúmeras gafes ao mencionar diversas vezes o nome da SIC durante a emissão especial.

Nervosismo aliado a distracção, aponta Cláudio Ramos como o principal factor para tais situações.

PUBLICIDADE

As críticas, e as notícias sobre o assunto foram o tema de ontem nas redes sociais e por isso mesmo o apresentador hoje partilhou um texto no seu blog sobre o assunto, reagindo assim ao que aconteceu.

“Estive entregue como sempre estou, com o nervoso da responsabilidade que é inerente à profissão e distraído como sou por natureza e por isso ao longo da emissão disse várias vezes SIC em vez de TVI. “, começa por explicar garantindo que não foi nada assim de tão grave e que Nuno Santos estava à sua frente tendo transmitido compreensão no momento que aconteceu.

“Não tombou o Carmo nem a trindade por fazê-lo o meu director, que estava à minha frente entendeu e sorriu cúmplice”, lê-se.

Cláudio Ramos assume a situação de forma tranquila, confessando que após 18 anos na ‘casa do lado’ era natural que algo do género acontecesse, brincando com o facto de ainda ser possível vir a chamar a Fátima de Cristina, algo que também, poderia ter acontecido no directo de ontem.

“Estive 18 anos a dizê-lo e é natural que aconteça (…)Lembro-me quando comecei a trabalhar com a Cristina, várias vezes lhe chamei Júlia e foi uma sorte ontem não ter chamado à Fátima, Cristina. “, brinca.

PUBLICIDADE

O apresentador revela-se feliz por ter feito parte do que ontem conseguiram em televisão:

“Ontem o foco era passar ao País que, uma Missão que começou por ser TVI, Continente e FPF rapidamente se tornou numa Missão Nacional com tanta gente a aderir, incluindo caras de outras estações. Quisemos transformar a Páscoa das pessoas mais bonita, solidária e próxima. Quisemos aplicar o verdadeiro sentido de Páscoa que mais não é que renascimento. É o que queremos, é o que nos vai acontecer a todos. Isso conseguiu-se. Isso é bonito. Foi um dia de emoções misturadas.”  lê-se.

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para analeao@hiper.fm

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING