Segue-nos

Famosos

Cláudio Ramos faz reflexão após gala de ontem: “Maravilhoso de fazer e muitas vezes difícil de gerir”

Cláudio Ramos fez, como já vem sendo hábito, um “rescaldo” sobre a gala de ontem…

Publicado

em

Cláudio Ramos/Instagram

Cláudio Ramos conduziu este domingo, dia 28 de junho, mais uma gala do “Big Brother 2020”.

Uma emissão que ficou marcada por vários momentos como por exemplo a desistência de Sónia, a expulsão de Daniel Monteiro ou até mesmo os comentários da mãe de Sónia, que acabou por exaltar-se em direto.

Assim, esta segunda-feira (29), e como aliás acontece semanalmente, o apresentador fez um rescaldo da noite de ontem.

Na sua conta de Instagram partilhou uma foto captada no final da gala, onde surge no seu “silêncio” e começou por desabafar:

“A fotografia é de ontem. Já a madrugada tinha entrado, as luzes estavam desligadas, já não estava ninguém no cenário e antes de subir para o camarim fiquei sozinho comigo e com o meu silêncio”, escreveu.

Cláudio Ramos admitiu que depois de todo o “barulho”, é importante acalmar, refletindo:

“Um programa destes é um ‘organismo vivo’ enquanto está no ar. Tudo muda de repente. É maravilhoso de fazer e muitas vezes difícil de gerir. Durante as horas que estou no cenário sinto-me quase a levitar de tanta satisfação que tenho. Quando acaba, fica um vazio grande, que é urgente arrumar antes de outra reunião”, considerou.

O apresentador, de 46 anos, referiu depois que após cada gala gosta de “perceber o que correu bem e o que podia ter corrido melhor”, admitindo ser “o maior crítico” do seu trabalho:

“Não sou dos que acha que ‘Está feito! Está feito!’. Nada disso. Escuto todos e discuto ponto de vista com todos. Apesar de gostar da solidão e do silêncio (…) a televisão faz-se de barulho e gente. De gente que se ampara uma à outra para que tudo acabe perfeito. A televisão somos sempre ‘nós’, nunca apenas Eu! Nós equipa. Vocês espectadores. Eu? Sou só um privilegiado por aqui estar. .”, confessou, no final.

Vê aqui o post na íntegra:

View this post on Instagram

… A fotografia é de ontem. Já a madrugada tinha entrado, as luzes estavam desligadas, já não estava ninguém no cenário e antes de subir para o camarim fiquei sozinho comigo e com o meu silêncio. Preciso muito do silêncio para me voltar a sentir e a centrar. Um programa destes é um ‘organismo vivo’ enquanto está no ar. Tudo muda de repente. É maravilhoso de fazer e muitas vezes difícil de gerir. Durante as horas que estou no cenário sinto-me quase a levitar de tanta satisfação que tenho. Quando acaba, fica um vazio grande, que é urgente arrumar antes de outra reunião. Antes de se perceber o que correu bem e o que podia ter corrido melhor. Sou sempre o maior crítico do meu trabalho. Não sou dos que acha que ‘Está feito! Está feito!’. Nada disso. Escuto todos e discuto ponto de vista com todos. Apesar de gostar da solidão e do silêncio que o @jose_ferreira_photo captou nesta fotografia, a televisão faz-se de barulho e gente. De gente que se ampara uma à outra para que tudo acabe perfeito. A televisão somos sempre ‘nós’, nunca apenas Eu! Nós equipa. Vocês espectadores. Eu? Sou só um privilegiado por aqui estar. . Obrigado a todos. Boa semana! #euclaudio #claudioramos

A post shared by Claudio Ramos (@claudio_ramos) on

.

Tenho 21 anos e sou formada em Comunicação. Apaixonada pelos media, acabei o curso e comecei a escrever aqui logo de seguida... Adoro rádio, televisão, música e sobretudo notícias... Todos os dias trago-te os destaques da vida dos famosos...

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING