Segue-nos
PUBLICIDADE

Animais

Chimpanzés resgatados esperam que o grupo esteja reunido para começar a jantar

PUBLICIDADE

Publicado

em

Por

Enquanto hoje precisamos, por vezes, que nos recordem da importância da hora das refeições, os residentes do centro de resgate de chimpanzés Sanaga-Yong Chimpanzee Rescue Center (SYCR), na República dos Camarões, já há muito tem esse valor interiorizado.

PUBLICIDADE

Recentemente, depois de um dia de brincadeira na floresta, estes dois chimpanzés surpreenderam tudo e todos!

Simon e Lucy foram os primeiros a chegar à zona onde o jantar iria ser servido, mas só comeram depois de chegar o grupo todo.

Sociáveis por natureza, os chimpanzés que se encontram em condições como esta – que foram salvos e que permaneciam juntos em situação de risco – levam essa característica à sua mais pura essência.

Simon e Lucy, por exemplo, ficaram órfãos ainda em bebés quando os pais foram capturados por caçadores furtivos. Foram, depois, salvos pela associação In Defense of Animals (IDA) — Africa e levados até ao centro de resgate, onde hoje se encontram e onde vivem com o mesmo grupo há cerca de uma década.

PUBLICIDADE

Sheri Speede, diretor do centro de resgate, explica, em declarações ao site The Dodo, que “o grupo de Simon e Lucy é o maior do centro Sanaga-Yong, é um grupo maravilhoso!

O grupo era, originalmente, liderado por Jack, um chimpanzé que resgatámos de uma cela de um hotel, onde permanecia há trinta anos… Foi em 1999, ele foi um dos primeiros chimpanzés que resgatámos. Hoje adulto, representa um modelo para todo o grupo, incluindo Simon e Lucy que lhe foram apresentados ainda em bebes.”

PUBLICIDADE

“O grupo é, agora, liderado por Future, um chimpanzé com 16 anos, que está a fazer um trabalho excecional!”, acrescenta Sheri. Considerando o alto risco de captura furtiva que sofre toda a região circundante, estes chimpanzés veem agora a sua vida assegurada.

“Como membro fundador do Sanaga-Yong Chimpanzee Rescue Center, a minha preocupação é conseguir salvar estes animais e manter a espécie. Estamos na ultima fase de um processo de conservação e proteção de toda a área na floresta Mbargue, que vai terminar com a colocação de guardas florestais certificados, capazes de impedir a captura furtiva destes animais.”

Depois de tudo o que passaram, estes chimpanzés merecem, acima de tudo, um lar onde se sintam seguros. E agora encontraram!

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING