Segue-nos

País

Chefe da PSP revoltado: “Jurei dar a vida pela pátria, mas não jurei dar a vida por gente burra…”

O chefe da PSP mostrou a sua indignação num texto que está a ficar viral nas redes sociais…

Publicado

em

Por

João Araújo | Facebook

O chefe da Polícia de Segurança Pública de Angra do Heroísmo, nos Açores, revelou no domingo a sua revolta perante saídas de alguns portugueses, alegando um “cafézinho” ou um passeio com o “cão, gato ou periquito”, em pleno Estado de Emergência.

Através da sua conta no Facebook, João Araújo mostrou a sua indignação:

“Verdade que fiz um juramento de bandeira, onde jurei dar a vida pela pátria, mas não jurei dar a minha vida por Gente Burra do meu país, também não jurei dar a vida por uma dúzia de imbecis que querem os aeroportos aberto para irem gozar férias, é preciso não ter vergonha nenhuma, enquanto existem gente a trabalhar na linha da frente, 12 e mais horas por dia, arriscando as suas vidas, sem terem feito tal juramento, esses imbecis querem férias”, começa por escrever o agente da PSP.

“Também não passei qualquer procuração para o Governo arrendar unidades Hoteleiras, com o dinheiro dos meus impostos, para os papais furarem as determinações, indo entregar máquinas de café aos meninos que estão de quarentena profiláticos naquelas unidades hoteleiras, nunca esquecendo que são Hotéis que ontem custava caro dormir lá”, continua.

No final do texto, que já tem centenas de interacções, o chefe João Araújo atira ainda: “Também não jurei dar a vida por imbecis que a toda a força querem vender cafézinhos pelas portas traseiras, nem pelos imbecis que têm de ir dar passeios ao cão, gato, periquito, nem aos que necessitam do passeio higiénicos de fim de tarde”.

E conclui: “Tenham vergonha e respeito por quem trabalha, os profissionais que estão na linha da frente não querem palmas, querem e exigem respeito, porque também têm famílias, e querem como eu quero, chegar a casa e poderem abraçar e beija-os. Aos imbecis para nunca se esquecerem, se um dia os guerreiros da linha da frente se cansarem e abandonarem, aí sim vai haver muitas férias.”

Ora veja:

.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING