Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Catarina Furtado partilha vídeo de CR7 dirigido às crianças refugiadas em Portugal

PUBLICIDADE

No dia mundial do refugiado, Catarina Furtado recordou o momento em que Cristiano Ronaldo proporcionou um momento de esperança às crianças refugiadas em Portugal.

Publicado

em

Por

Catarina Furtado/Instagram Cristiano Ronaldo/Instagram

Este domingo, 20 de junho, assinala-se o Dia Mundial do Refugiado. Catarina Furtado marcou a data com um vídeo de Cristiano Ronaldo.

PUBLICIDADE

“Lembrei-me de que há uns meses pedi ao nosso capitão, Cristiano Ronaldo, para fazer um vídeo de bom acolhimento às primeiras crianças (menores não acompanhados) que vieram viver para Portugal, diretamente de campos de refugiados da Grécia. Sozinhos”, explicou. “O Ronaldo disse-me que sim e quando gravei o episódio do meu programa ‘Príncipes do Nada’ com este primeiro grupo que está a viver no centro da Cruz Vermelha Portuguesa mostrei-lhes esta mensagem”, contou.

De acordo com o relato da apresentadora, ao verem o vídeo de Ronaldo, as crianças sentiram-se comovidas e invadidas pelo sentimento de esperança. “De repente, estas crianças e jovens sentiram-se importantes. Sentiram que afinal contam. Afinal existem”, afirmou.

Ao recordar o momento, o intuito de Catarina Furtado é sensibilizar a comunidade para o tema dos refugiados, salientando que “tod@s, à nossa maneira e com as nossas possibilidades e limitações podemos fazer mais e melhor pelo mundo daqueles que mais sofrem”.

Autora da série ‘Príncipes do Nada’, Catarina Furtado viajou com uma equipa de reportagem para vários campos de refugiados, como em Lesbos, na Grécia, ou em Sudão do Sul, localizado no norte de África. A  apresentadora e jornalista contactou com as cruéis realidades de quem tenta sobreviver, fugindo dos conflitos do seu país de origem. “Conheci centenas de pessoas que todos os dias fazem o impossível para poder acreditar que no dia seguinte estão vivos”, realçou.

PUBLICIDADE

Atualmente há cerca de 26,4 milhões de pessoas refugiadas em todo o mundo e cerca de 82,4 milhões de deslocados. Metade dos refugiados são menores de idade e fogem da guerra, pobreza e perseguições.

COMENTÁRIOS

TRENDING