Segue-nos
PUBLICIDADE

Big Brother

Caso André Filipe: Joana Amaral Dias volta a arrasar TVI: “Isto é pior do que negligência, é exploração…”

PUBLICIDADE

Joana Amaral Dias lançou duras críticas à produção do Big Brother…

Publicado

em

Por

Reproduções | Redes sociais

O “caso” André Filipe ainda mexe com os seguidores do “Big Brother – A Revolução” e tem sido tema de análise por parte de psicólogos. O concorrente do “Big Brother” acabou por ser retirado do jogo pela produção do programa depois de ter apresentado comportamentos considerados inaceitáveis.

PUBLICIDADE

O concorrente continua internado, e a mãe tem tecido duras críticas à TVI e à produção do programa: “A partir do momento que me dizem que ele não dorme desde o início do programa, logo aí dá para perceber que alguma coisa se estava a passar. Devia ter havido uma intervenção [por parte da produção], nem que fosse com um calmante ou qualquer coisa que lhe dessem para ele poder descansar”, começava por explicar a mãe de André Filipe.

Quem também se tem mostrado muito crítica em relação à atitude da TVI e da produção do programa tem sido Joana Amaram Dias. Há dias, na CMTV, a psicóloga comentou o caso do concorrente do Barreiro: “Só o facto de haver privação do sono, ao fim de duas noites é incapacitante […] Esta situação tinha que ter uma resposta”, começava por explicar.

“O problema é que estes programas são muitas vezes máquinas debulhadoras, e o que lhes interessa é de facto a audiência, o jogo, e sintomas deste tipo, que perigam a vida, porque acho que a pergunta é o que é que estiveram à espera? De um suicídio em directo? Porque aquilo que assistimos em relação a este rapaz é quase isso… Por acaso não se magoou, não feriu ninguém mas está ali no limite, que nós profissionais […] esses comportamentos de elevadíssimo risco sabe como vai parar”, explicou ainda Joana Amaral Dias.

Agora, em entrevista à Vidas, Joana Amaral Dias fala em “exploração”, já que na sua opinião o jovem do Barreiro não devia ter entrado no programa: “Isto é pior do que negligência, é exploração. As fragilidades destas pessoas são os lucros do programa. Ele foi visto como alguém com potencial para dar audiências”, revelou.

PUBLICIDADE

“Como é que se recupera disto? Ele foi exposto de forma pornográfica. Toda a gente viu os seus comportamentos, foi humilhado“, declara ainda a psicóloga.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING