Segue-nos
PUBLICIDADE

Viral

Casal acusado de “furar” quarentena dá resposta aos críticos: “A toda esta cambada de palhaços […] deixo aqui um esclarecimento…”

PUBLICIDADE

O casal, que vive e estuda em Lisboa, viajou para o Algarve onde tem residência fiscal. Após críticas, o condutor respondeu nas redes sociais…

Publicado

em

Por

RTP

Um casal de estudantes que foi entrevistado ontem pela RTP na Ponte Vasco da Gama está a agitar as redes sociais.

PUBLICIDADE

As autoridades estiveram ontem a fazer uma grande operação de sensibilização por todo o país, e na Ponte Vasco da Gama, em Lisboa, um militar da GNR abordou um casal que seguia para sul. O momento foi transmitido em directo na RTP.

O condutor revelava que vinha de Lisboa com a namorada, mas que tinha morada fiscal em Albufeira. Depois de o militar da GNR deixar o casal seguir o seu caminho, explicando que não poderão sair do concelho de residência fiscal a partir de amanhã, a repórter da RTP questionou a companheira do condutor, que revela que vivem em Lisboa, mas que vão aproveitar as férias da Páscoa para ir para Albufeira, já que estão a ter aulas pela internet e a mãe do condutor vive naquela localidade.

“Vamos ter com a mãe do meu namorado, e vamos aproveitar agora as férias da Páscoa, para ficar lá o resto da quarentena”, declarou a namorada do condutor depois de ter confirmado que o casal vive na Ajuda, em Lisboa.

Ora veja:

PUBLICIDADE

Entretanto, e através das redes sociais, o condutor revelou que estuda em Lisboa há três anos, e que apenas se deslocou para o Algarve depois de ter sido confirmado que já não vai ter aulas presenciais até ao final do ano lectivo.

O visado acrescenta ainda que a namorada é de São Miguel, nos Açores, e que também ela tem cumprido as regras definidas pelas autoridades, não tendo sequer regressado a casa “para não se deslocar para um aeroporto”, optando por se isolar com o namorado.

PUBLICIDADE

No texto que publicou na caixa de comentários do video, o condutor responde às críticas: “Vou tentar ser breve e claro em relação a e este assunto. Sou eu o condutor que aparece no vídeo, e para toda esta cambada de palhaços que não tem mais nada culto que fazer a não ser insultar e criticar deixo aqui um esclarecimento: Chamo-me Nicolas Ferreira, sou estrangeiro mas sempre residi no Algarve. Há cerca de 3 anos desloquei me para Lisboa para prosseguir a minha carreira académica. Estudo Medicina Veterinária na UL, no terceiro ano curricular. Estou em isolamento voluntário na minha residência em Lisboa desde 9 de Março, data em que a minha faculdade foi fechada”, começa por declarar.

Ora veja:

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING