Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Carolina Deslandes aplaude SIC por ter pela primeira vez um pivô “negro e de rastas”

PUBLICIDADE

Carolina Deslandes deu os parabéns à SIC e ao novo jornalista, Cláudio Bento França. “É mais do que um passo para a inclusão (…) é deixar uma comunidade acreditar que pode finalmente ser tudo”, considera a artista.

Publicado

em

Por

Carolina Deslandes/Instagram SIC/Site

Este sábado, 26 de Setembro, o jornalista Cláudio Bento França estreou-se como pivô na SIC Notícias. Um passo que marca a diferença na vida profissional do jornalista mas, sobretudo, na sociedade. É raro ser escolhido um pivô negro e com rastas para apresentar os programas de informação. Muitas pessoas se manifestaram nas redes sociais, aplaudindo a SIC.

PUBLICIDADE

Para Carolina Deslandes este “é mais do que um passo para a inclusão, para a representatividade (…) É deixar uma comunidade acreditar que pode finalmente ser tudo”.

A artista que se manifesta constantemente nas redes sociais contra tudo o que desrespeita os direitos humanos, deixou um texto na sua conta oficial de Instagram onde aplaude à SIC.

“Apesar de ouvirmos que “somos todos iguais”, a verdade é que ainda há muitas pessoas a quem lhes é imposto um limite nos sonhos, um tecto. Porque puro e simplesmente não vão ter as mesmas oportunidades, porque crescem a  lidar com o não, com o “vai ter de esperar”. Este passo, este dia em que um negro de rastas é posto como apresentador de um jornal, é mais do que um passo para a inclusão, para a representatividade. É quebrar esse tecto dos sonhos, é deixar uma comunidade acreditar que pode finalmente ser tudo. Estou muito feliz e muito orgulhosa da SIC. Cláudio, parabéns!”, escreveu.

Porém, não ficou por aqui. Houve vários comentários negativos, feitos por internautas que não entenderam a mensagem da artista e, por essa razão, Carolina Deslandes voltou a pronunciar-se sobre o tema, através do InstaStories: “É tão ridículo que vocês venham dizer: ‘estares a fazer este post, tu é que estás a fazer diferenças, eu só vejo ali um jornalista’. Quantas vezes é que vocês viram um negro de rastas a apresentar um jornal? Se é comum, se é normal, digam-me outro. Não é uma vitimização, é uma constatação. Não acontece, não existe. Até hoje nunca tinha havido um negro a ser bom profissional? Há milhares de pessoas com competências, isto já devia ter acontecido há [muito tempo]”, disse a artista irritada.

PUBLICIDADE

Outras figuras públicas também se pronunciaram e deram os parabéns à SIC e ao jornalista. Mariama Barbosa é um exemplo e escreveu: “Nunca em toda a minha vida tinha visto um Negro de rastas em frente a um ecrã a apresentar as notícias. Estão todos de parabéns, um pequeno passo para o canal e um grande passo para a Comunidade Negra”.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING