Animais

Cão de rua que “invadiu” casamento e se deitou no véu da noiva foi adoptado pelo casal

Este cão arranjou uma forma original de ser adotado!

Quase parece uma anedota, mas a verdade é que aconteceu mesmo! Tudo se passou em Laranjal Paulista, São Paulo, no Brasil. Foi publicado no Facebook e – escusado será dizer! – tornou-se viral numa questão de segundos…

Marília Pieroni, uma funcionária pública de 28 anos, passou dois anos a preparar o seu dia de sonho. Mas nunca, em momento algum de todo o processo de organização, pensou naquilo com que se iria deparar no grande dia! Nem ela, nem o projetista Matheus Martins, com a mesma idade, sabiam o que estava para vir!

Quando, finalmente, o dia chegou surgiram duas situações que ameaçavam que tudo corresse na perfeição: a chuva – foi, para o efeito, improvisada uma cobertura – e um cão que parecia estar abandonado e que se mantinha junto da cerimónia, entrando e saindo do salão, deixando todos os convidados apreensivos e alojando-se, depois, no tapete da entrada principal.

“Eu não percebia o que estava a acontecer. Estava no carro e a cerimónia estava a demorar muito para começar, mas eu não sabia o porquê”, refere a noiva em declarações à revista Veja.

E, como se tudo isto não bastasse, o cão não teve meias medidas e deitou-se, literalmente, em cima do seu véu!
“Ele deitou-se no meu véu!”, disse a noiva, espontaneamente, na cerimónia. “Deve saber que eu amo o noivo!”, rematou.

Os convidados, ficaram mais serenos e acabaram todos por ser divertir com o cão que decidiu por ali ficar…

Um amigo do casal, Sisnando de Luca, divulgou, depois, o sucedido no Facebook. Até agora, o post tem, já, 6.784 gostos e 888 partilhas.

“É um pouco desgastante, a organização de um casamento, porque parece que nada vai sair como o previsto”, confessa a noiva, acrescentando: “Às vezes, planeamos tanto para que nada de errado aconteça e coisas assim dão um toque especial. Ficou mais perfeito ainda!”, explica Marília à revista Veja.
Um final (ainda mais) feliz!

Snoop – o nome que ganhou de forma instantânea – continuou na festa e conquistou a simpatia de todos.
“Antes da minha reação, muitos convidados não estavam a gostar da sua presença, pensavam que ia estragar a festa e que me ia deixar desapontada. Depois, parece que quebrei o gelo”, explica Marília.

Apesar de terem tentado afastá-lo, várias vezes, da cerimónia, Snoop nunca saiu, acabando por receber mimos… E muita comida!

Contudo, da mesma forma repentina que chegou, assim foi embora… “Sempre morei com gatos, cachorros, coelhos, tartarugas, hamsters, peixes… Sou louca por bichos”, conta Marília, cuja coelhinha de estimação, Lolla, faleceu pouco antes do casamento. “Estava muito triste, mas depois lembrei-me do que tinha acontecido e pensei: ‘Acho que é a Lolla, a voltar…”

Marília foi, entretanto, em busca de Snoop, mas sem sucesso. Até que uma senhora, que o alimentava quando passava pela rua ficou a saber da sua história e a ajudou a reencontrá-lo!

Hoje o Snoop integra a família. “Fiquei encantada com a inocência dele ao deitar-se no meu véu, achei uma doçura…”, conclui.

A isto se chama, saber tirar do que nos acontece o melhor proveito!

COMENTÁRIOS

To Top