Segue-nos

Animais

Cão idoso abandonado à porta de igreja, esperou toda a noite que a família voltasse

“É difícil acreditar que haja quem consiga abandonar um animal assim…”

Publicado

em

Numa destas noites frias, há algumas semanas, os donos de Chino, um golden retriever com dez anos, içaram-no por cima de uma cerca, abandonando-o à porta de uma igreja.

O pobre cão, sem se aperceber do sucedido, esperou que os seus donos regressassem… Mas eles nunca voltaram.

O seu pelo estava todo esfarrapado e maltratado, fruto de anos de pura negligência e a sua pele estava cravada de sarna e pulgas. Os seus olhos estavam irritados, estava mal-nutrido e tinha dificuldades em andar…

Aparentemente, Chino parecia cego.

Na manhã seguinte, os funcionários da igreja aperceberam-se da presença do cão no pátio frontal da igreja, percebendo, igualmente, que precisava de ajuda.

Zach Skow, fundador da organização de resgate Marley’s Mutts Dog Rescue, em Tehachapi, na Califórnia, Estados Unidos, dirigiu-se, de imediato, para o local para verificar o que se passava. Inicialmente, Chino ladrava, sem parar… Mas, pouco depois de chegar o responsável, Chino acalmou.

“Ele, obviamente, não estava bem tratado e estava num ambiente onde estava estagnado e estava a ficar cada vez pior. Os seus olhos estavam a ficar danificados, uma vez que estavam infetados há bastante tempo e ninguém os tratou, estando na eminência de perder a visão…”, refere Zach Skow em declarações ao site The Dodo.

Apesar de nada de saber dos antigos donos de Chino, Zach Skow sugere que o mais provável é que tenha sido mantido ao ar livre, interagindo pouco com pessoas: “Penso que não teve ninguém que lhe prestasse atenção ao longo dos anos”, refere Zach Skow.

Chino começou, entretanto, tratamentos para suas mais variadas doenças e, no espaço de duas semanas, fez significativos progressos. Em termos de visão, parte foi, felizmente, restaurada. Na pele, os tratamentos estão ainda a surtir efeito, mas Chino está a melhorar a cada dia que passa!

Atualmente, Chino encontra-se temporariamente numa casa adotiva, junto com outros cães e gatos, e está a recuperar bem. Espera-se que no espaço de um mês esteja totalmente recuperado. Quando conheceu Zach Skow, Chino estava aterrorizado. Hoje, é um cão carinhoso para todos os que conhece.

 

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING