Segue-nos
PUBLICIDADE

Animais

Cão e chita vivem juntos desde bebés, e criaram uma bonita amizade

PUBLICIDADE

Ruuxa foi o único bebe que a sua mãe teve. Como é comum na raça, sempre que isso acontece, a mãe abandona o filho para morrer, precisamente por ser filho único…

Publicado

em

Por

Quando uma mãe abandona um bebé, o nosso coração fica despedaçado! E quando, ainda por cima, é um bebé com um problema de saúde, pior ainda…

PUBLICIDADE

É aqui que um melhor amigo pode entrar em cena e fazer a diferença entre a vida e a morte, como mostra o vídeo de Ruuxa, um bebé chita, num jardim zoológico na Califórnia, o San Diego Zoo, e a sua melhor amiga, uma bebé leão-da-rodésia chama Raina.

Ruuxa foi o único bebe que a sua mãe teve. Como é comum na raça, sempre que isso acontece, a mãe abandona o filho para morrer, precisamente por ser filho único. Mas a equipa de trabalhadores do zoo em San Diego não deixou que tal acontecesse!

Eles sabiam que Ruuxa precisava de companhia e, então, apresentaram-lhe Raina. Os dois, deram-me bem, desde o início, e foram autorizados a viverem juntos. Afinal, era esse o propósito inicial de os colocarem ao lado um do outro, ainda em bebés.

PUBLICIDADE

Contudo, a uma dada altura, os tratadores de Ruuxa fizeram uma terrível descoberta: Ruuxa tinha Condrodisplasia Punctata, uma doença que origina descalcificação e que o impedia de conseguir andar e correr devidamente. Isso significava que Ruuxa iria precisar de ser operado às duas pernas da frente e que iria precisar da sua melhor amiga, mais do que nunca!

Os cuidadores de ambos estavam preocupados com a possibilidade de terem de os separar para que Ruuxa recuperasse, mas os dois não pareciam querer… Raina mostrou-se, desde logo, muito dócil com as ligaduras do seu ‘irmão’ e os tratadores decidiram, então, não os separar, até porque perceberam que Ruuxa curaria mais facilmente na companhia de Raina.

PUBLICIDADE

Assim que Ruuxa recuperou, Raina fez questão de o acompanhar em longos passeios, com o objetivo de fazer com que o seu amigo ganhasse, de novo, resistência nas duas pernas.

A longa amizade dos dois ganhou ainda mais força e os tratadores perceberam, rapidamente, que a recuperação de Ruuxa em muito se deveu a Raina. Os tratadores esperavam que, dessa forma, Ruuxa conseguisse, rapidamente, voltar a correr velozmente como dantes.

Um dia, os tratadores decidiram contabilizar o tempo de corrida dos dois animais. Ruuxa não desapontou: correu entre 112 a 120 quilómetros por hora, o normal para a sua espécie. Raina correu muito acima do normal para um cão, contudo, muito abaixo do seu companheiro.

PUBLICIDADE

Hoje, os dois amigos mantêm-se a viver juntos, como se mantiveram ao das suas vidas.

Uma bonita história de amizade…

Vê o vídeo e partilha com todos os teus amigos…

PUBLICIDADE
Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING