Segue-nos

Animais

Cadela leal correu pela estrada até encontrar ajuda para o dono, que caiu e estava ferido

Publicado

em

Milagro Muñoz Araya nunca tinha visto um companheiro de 4 patas tão leal ao seu dono! No fim de semana passado, Milagro e o marido pararam o carro junto ao hospital veterinário onde trabalha, em Guapiles, na Costa Rica, quando se aperceberam de uma cadela que estava a percorrer a estrada, a correr por entre os carros que se encontravam parados na estrada.

“Quando reparei que ela estava a correr entre os carros, de uma forma muito nervosa, apercebi-me logo que estava a tentar dizer-nos algo. Então, o meu marido e eu parámos o carro para ver o que a pobre cadela nos estava a tentar dizer”, referiu Milagro Muñoz Araya , em declarações ao The Dodo.

A cadela estava a conduzi-los para junto de um homem que se encontrava deitado no chão, com uma bengala, que parecia estar gravemente ferido!

“O meu marido e eu fomos, de imediato, socorrer aquele homem e a cadela nunca nos largou. Veio connosco e assim que o viu, começou logo a lambê-lo, sem parar. O meu marido chamou logo uma ambulância.”

Por esta altura, tinha começado a chover, mas a cadela não abandonava o seu dono, nunca.

“Ela nunca saiu do lado dele”, reforça Milagro.

Assim que a ambulância chegou, os paramédicos colocaram-no numa maca e elevaram-no, colocando-o depois dentro do veículo. A cadela saltou, de imediato la para dentro!

“Ela saltou imediatamente para onde estava o seu dono e colocou o seu peito junto ao peite dele, como se vê nas fotografias que foram, entretanto, divulgadas. Os paramédicos deixaram que a cadela se despedisse do dono, mas tivemos, depois de a trazer, porque não são permitidos animais nas ambulâncias”, explica Milagro.

Depois do sucedido, Milagro divulgou algumas fotografias no Facebook. O post tornou-se, rapidamente, viral, apanhando-a de surpresa.

Uns dias mais tarde, Milagro regressou ao bairro onde tinha encontrado o homem estendido no chão, para verificar se estava tudo bem, uma vez que tinha, já, tido alta do hospital.

“Houve um senhor que me levou ao lugar onde o homem e a sua cadela viviam. Viviam numa carrinha, eram muito pobres…”, explica Milagro.

Milagro apresentou-se ao homem que tinha encontrado no chão. Chama-se Don Jorge e a sua cadela era a Chiquita, que significava ‘pequena menina’, em espanhol.

“Estava muito feliz de ver que estavam bem, mas, ao mesmo tempo, estava muito triste de ver que viviam numa pobreza extrema. O homem tem um problema na perna que o impossibilita de andar e de ir comprar os medicamentos de que precisa para sobreviver. Ele tem um vizinho com bom coração que lhe proporciona comida e roupa lavada…”, confessa Milagro.

Mas Don Jorge não contava apenas com a bondade do vizinho. Tinha a lealdade de Chiquita, a cadela que nunca o abandonou! Milagro tem a certeza de que se algum dia o pobre homem tiver algum outro tipo de problema, a sua fiel cadela permanecerá sempre do seu lado…

Uma vez que Milagro é veterinária, decidiu fazer algo mais para ajudar: vai levar Chiquita para a sua clínica para a castrar, vacinar, desparasitar e para fazer análises de sangue.

“Julgo ser importante as pessoas terem conhecimento de histórias como esta, para que tratem bem os seus animais de estimação. Os animais são seres de bom coração, sem defesa e que precisam de nós para que tomem conta deles. Não devem ser maltratados!”, finalizou a veterinária.

Partilha esta bonita história de lealdade e ajuda a dar força ao argumento da veterinária Milagro Muñoz Araya: os animais são para serem bem tratados!

TRENDING