Segue-nos

Animais

Cadela ficou com os ossos da cara desfeitos, e foi salva por uma máscara impressa em 3D

Publicado

em

É certo e sabido que a era das novas tecnologias trouxe grandes vantagens, como encurtar distâncias ou acelerar processos, graças ao uso da internet, por exemplo.

Outra das suas grandes vantagens foi o aparecimento da impressão 3D, que salvou a vida a esta cadelinha de apenas 4 meses.

Por trás do processo estão os alunos de engenharia biomédica da UC Davis, em conjunto com alguns cirurgiões veterinários. Em conjunto, criaram, então, uma máscara impressa em 3D, projetada especificamente para atuar como o osso do crânio fraturado de um cão.

Depois de sofrer um ataque de outro cão, esta pobre cadela ficou com alguns ossos do crânio fraturados. Graças ao engenho criado por esta equipa de profissionais e alunos, a cadela sobreviveu!

Loca – como se chama – chegou ao centro veterinário Davis Davis School of Veterinary Medicine com o rosto esmagado, bem como uma mandíbula fraturada. A sua articulação temporomandibular tinha, também, sofrido alguns danos significativos.

As hipóteses de sobrevivência desta Staffordshire Bull Terrier eram reduzidas… Com uma cirurgia complexa para reformular todo o seu rosto, os veterinários foram muito para além de suas tarefas!

A invenção inovadora era o que a equipa de profissionais precisava para salvar a vida de Loca! A cadela foi, então equipada com um molde da invenção no rosto, chamada ‘Exo-K9 Exoesqueleto’. A máscara foi impressa por estudantes de engenharia biomédica.

A equipa de veterinários tinha, já, trabalhado com um protótipo, pelo que não desconheci por completo a invenção com a qual agora trabalhava. Loca era, aliás, a paciente perfeita para beneficiar do dispositivo inovador!

“Loca esteve extremamente bem durante a sua hospitalização de 3 dias… Começou a comer alimentos macios, de forma quase imediata, e ficou confortável, depois de medicada contra a dor”, refere um membro da equipa ao site Histórias com Valor, acrescentando: “Além do Exo-K9, Loca foi equipada com uma banda de pescoço acolchoada, para garantir a estabilização da fratura no pescoço e limitar a sua mobilidade, durante o processo de cicatrização.”

Para que todo o processo terminasse com final feliz, os veterinários deixaram um alerta: “Durante um mês próximo mês, Loca não teve permissão para brincar com os seus brinquedos, para ir buscar ossos ou qualquer outra coisa difícil de mastigar… A máscara e o colar do pescoço permaneceram sempre consigo, em todos os momentos, para permitir que ela comesse e bebesse.

Ela foi submetida a uma dieta suave, até que os seus ferimentos curaram!”

Vê o vídeo e partilha esta história com final feliz com todos os teus amigos!

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING