Segue-nos

Actualidade

Bruxelas inicia dois processos contra Portugal devido a legislação sobre nuclear

Bruxelas iniciou dois processos de infração contra Portugal por falhas na transposição de diretivas sobre resíduos nucleares e sobre segurança nuclear, dando dois meses para responder.

Publicado

em

Bruxelas, 17 mai (Lusa) — A Comissão Europeia iniciou hoje dois processos de infração contra Portugal por falhas na transposição de diretivas (leis comunitárias) sobre resíduos nucleares e sobre segurança nuclear, dando dois meses às autoridades nacionais para responder.

No caso dos resíduos nucleares, está em causa a diretiva “Combustível Irradiado e Resíduos Radioativos”, que estabelece um quadro comunitário para assegurar uma gestão responsável e segura do combustível irradiado e dos resíduos radioativos, a fim de evitar impor encargos desnecessários às gerações futuras.

Bruxelas enviou cartas de notificação a Portugal e oito outros Estados-membros “por não terem transposto corretamente algumas das exigências”.

No caso da nova diretiva sobre normas de segurança nuclear, a Comissão Europeia indica que enviou cartas de notificação para cumprir a Portugal e oito outros países já que os Estados-membros deveriam ter transposto as novas regras até 06 de fevereiro passado.

Apontando que “a nova diretiva moderniza e consolida a legislação europeia em matéria de proteção contra as radiações”, o executivo comunitário lembra que a diretiva “estabelece normas de segurança de base para a proteção dos trabalhadores, elementos da população e pacientes contra os perigos resultantes da exposição a radiações ionizantes”, incluindo ainda “disposições de preparação e resposta a situações de emergência, que foram reforçadas na sequência do acidente nuclear de Fukushima”.

Em ambos os casos, Bruxelas enviou a Lisboa “cartas de notificação para cumprir”, o primeiro passo de um processo de infração, e, se a resposta não for satisfatória, o executivo comunitário emitirá um “parecer fundamentado”, o segundo e último passo antes de a Comissão apresentar formalmente queixa perante o Tribunal de Justiça da UE.

ACC // HB

Lusa/fim

COMENTÁRIOS

Mundo

Casal adotou 7 irmãos que viviam num orfanato, mesmo a tempo do Natal

Publicado

em

Depois de entrarem e saírem de um orfanato várias vezes, sete irmãos no Arkansas, nos Estados Unidos, têm finalmente um lar para sempre, e uma família para passar o Natal.

As sete crianças são as mais recentes adições à família de Terri e Michael Hawthorn, que agora inclui agora 13 crianças.

Os Hawthorns cuidaram de várias crianças desde que decidiram se tornar-se pais adotivos há vários anos atrás, revelou a KTHV.

“As nossas primeiras palavras foram: ‘OK, faremos isso por alguns anos, mas não adotaremos'”, disse Terri Hawthorn.

Mas Hawthorn não “cumpriu” esse compromisso, depois de conhecer dois irmãos.

Neste mês de dezembro, o casal adotou os sete filhos, que estavam para adoção há quase três anos.

“É bom ter uma família para acordar todas as manhãs”, disse Kyndal Hawthorn.

“Quando cheguei aqui, eu estava tipo, oh meu Deus, nós temos as nossas próprias camas”, disse Layna Hawthorn.

Antes de conhecerem os Hawthorns, as crianças às vezes tinham que ir para uma casa adotiva, sem uma cama para dormir ou comida para comer, de acordo com KTHV.

“É tão bom saber que temos uma família agora e não precisamos ir para nenhum outro lugar”, disse Dawson Hawthorn, o irmão mais velho.

Terri Hawthorn chama isso de bênção.

“Eles são uma bênção”, disse ela. “Todos os dias essas crianças acordam e estão a rir, felizes, e vemos isso nos sorrisos nos seus rostos, é o que faz valer a pena.”

“Este foi o melhor Natal que poderia ter, sabendo que tenho uma mãe e meu pai”, disse Kyndal.

Michael Hawthorn disse à WFLA 8 que ele e sua esposa adotaram dois bebés em abril, depois os sete em dezembro. Os Hawthorns também têm quatro filhos biológicos.

Michael Hawthorn postou este comovente comentário sobre seus sete novos membros da família no Facebook.

“Hoje é oficial, estes 7 irmãos mudaram o seu sobrenome para Hawthorn. Muitas orações por essas crianças nos últimos dois anos e meio. Obrigado Pastor Steve por ter vindo, e um enorme obrigado a Alan Clark…”

A maioria das pessoas da minha idade só se preocupa com a reforma (isso seria bom), mas, acima disso, optámos por investir na vida destas crianças. Eu e Terri passámos de 4 filhos para 13…”

As crianças fizeram um vídeo adorável sobre a sua nova família.

Veja aqui:

Continuar a ler

TRENDING