Segue-nos

Mundo

Brasil: App que detecta corruptos ganha prémio internacional

Publicado

em

O Brasil é o quarto país mais corrupto do mundo. Quem é diz é o Fórum Económico Mundial.

No entanto o Brasil acaba de ser agraciado com um prémio internacional, com a criação de uma aplicação que detecta corruptos, como conta o Hypeness.

O “Detector de Corrupção” é uma iniciativa criada pela Grey para o “Reclame Aqui” e conquistou este prémio inédito no Cannes Lions 2018, na categoria de Mobile.

A ideia foi colocada em prática ainda em 2016, e num primeiro momento atuava apenas como uma extensão para o browser Google Chrome.

Agora em forma de aplicativo para dispositivos móveis, a aplicação usa um sistema de reconhecimento facial para pintar de roxo o rosto de políticos envolvidos em denúncias de corrupção.

Para descobrir o corrupto, e as suas falcatruas, basta apontar o telemóvel para uma fotografia ou para os ecrãs de TV ou para o computador.

Caso detecte um corrupto, a aplicação mostra os dados do político e os processos em que está envolvido.

A “app” serve como uma espécie de canalizador de informações já disponíveis em instâncias de tribunais como o Supremo Tribunal Federal (STF), Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Tribunais de Justiça (TJs) e Tribunais Regionais Federais (TRFs).

Pode fazer download na versão Android ou IOS, aqui.

Mundo

Bebé que nasceu com “madeixa” branca faz sucesso nas redes sociais

Publicado

em

Uma menina que nasceu com uma madeixa branca no cabelo está a fazer furor nas redes sociais no Brasil. A mãe da criança, a publicitária Talyta Youssef, de 40 anos, revelou que a Maternidade Sofia Feldman, em Tupi, Belo Horizonte, parou para conhecer a “menina da mechinha”.

Segundo ela, foi até difícil sair do hospital devido à muita curiosidade que despertou

“A primeira selfie dela foi tirada com minutos de vida. No dia em que recebi alta, todo mundo pedia para tirar fotos com ela…”

O estrelato de Maya saiu da maternidade e está a conquistar o mundo depois de um ensaio fotográfico feito por Paula Beltrão, nove dias depois do nascimento, como conta o R7.

A fotógrafa, que ficou encantada com a marca da menina, ofereceu as fotos ao se deparar com “tamanha beleza”.

“Foi muito especial fazer este trabalho. A mecha é um charme e a Maya é extremamente boazinha. Eu pensei em toda cenografia para destacar os fios reluzentes do cabelo dela…”

Além da decoração marcada por tons brancos e prateados, um elemento natural completou as cenas: a mecha dos cabelos da própria mãe da bebé. Assim como a filha, Talyta Youssef tem a mesma marca desde que nasceu.

Trata-se de uma alteração na produção de melanina, conhecida como piebaldismo. A desordem genética é hereditária, e já está na família, de origem síria, há várias gerações. Além das duas, o avó, a mãe dela, uma tia e dois primos têm a mesma condição.

Maya é a primeira filha do casal, e nasceu de uma gravidez não planeada. Talyta e o marido moravam na Áustrália há quatro anos quando souberam da gestação, em fevereiro deste ano. Por questões de saúde, eles voltaram para o Brasil e, novamente, a filha apanhou o casal de surpresa.”

“Eu não esperava toda esta atenção… Estamos achando engraçado…”

 

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS

TRENDING