Segue-nos
PUBLICIDADE

Big Brother

Big Brother: Texto sobre Diogo e Cláudio Ramos fica viral nas redes sociais: “Um momento deprimente de televisão…”

PUBLICIDADE

“O Diogo, ontem, foi completamente massacrado em direto para todo o País pelo apresentador do programa”, revela o autor do texto…

Publicado

em

Por

Big Brother 2020

A gala do Big Brother deste domingo, 12 de julho, ficou marcada pelo momento em que Cláudio Ramos confrontou Diogo com o facto de este se recusar a fazer a sua “Curva da Vida”, uma das atividades onde os participantes dão a conhecer o seu percurso de vida, e outras tantas actividades propostas pela Voz.

PUBLICIDADE

“Diogo, você está no Big Brother, você sabe que é conteúdo do programa, os seus colegas fizeram (…) eu não gostei nada de ver, o Diogo inscreveu-se sabendo todas as regras do jogo e que é um jogo de emoções”, afirmou.

Diogo acabou por se justificar, apontado que a questão que tem a ver com a sua saúde mental: “São atividades demasiado profundas e eu não me sinto preparado para as fazer (…) eu não tenho que aceitar fazer tudo, nós na vida temos que aprender a dizer que não àquilo que nos pode fazer mal”, referiu.

Cláudio Ramos continuou a insistir com Diogo, e o momento acabou por dividir opiniões nas redes sociais. Se muitos criticam a insistência do apresentador, outros optam por criticar o concorrente.

No entanto, um texto tem merecido destaque no “feed” do Facebook, acabando por ficar viral com mais de 4.000 interações e 1.800 partilhas.

PUBLICIDADE

O autor do texto, partilhado na página “A Anarquia da Palavras”, descreve a situação como “uma humilhação pública em prime-time”:

“O facto de um concorrente de um reality show aproveitar a visibilidade para falar abertamente sobre saúde mental, crises de ansiedade e alterações de comportamento, num País desenvolvido seria uma lufada de ar fresco, já em Portugal, é motivo para ser exposto a uma pressão e uma humilhação pública em prime-time”, começa por explicar.

Mais à frente, a critica estende-se ao apresentador à TVI e à Endemol: “O que Cláudio Ramos e a Endemol aproveitaram para fazer, foi agarrar nas fragilidades do Diogo e atropelá-lo com as mesmas”, explica o autor. “O Diogo, ontem, foi completamente massacrado em direto para todo o País pelo apresentador do programa”, revela ainda.

PUBLICIDADE

Já no final do texto, o autor lança um ataque a Cláudio Ramos e a Nuno Santos, director de programas da TVI: “Cláudio Ramos hoje quando sair da cama, pode estar orgulhoso pelo péssimo serviço que prestou a um campo tão delicado como é o da saúde mental devido à sua ignorância. Quanto à Endemol e à TVI, um pedido de desculpas público a todas as pessoas que sofrem de doenças do foro mental seria o mínimo a fazer mas, quem quiser que espere sentado porque isso não vai acontecer. Li algures que no sábado o diretor de programas do canal disse que “quem não gostasse que mudasse de canal”. Obrigado pelo sábio conselho Doutor Nuno Santos!”, declara.

Sobre Diogo, e já no final do texto, o autor considera: “É um enorme orgulho para todos aqueles que sofrem qualquer tipo de perturbação psicológica. Foi autenticamente perseguido por 80% dos outros concorrentes onde, se ele estivesse a dormir no quarto e cheirasse a peido na sala, a culpa era dele todo o programa de uma forma quase absurda”, conclui.

Leia aqui o texto na íntegra:

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING