Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Após problema técnico, João Patrício relata azáfama no ‘Dia de Cristina’: “Uma vénia a todos…”

PUBLICIDADE

Momentos antes de começar o programa de Cristina Ferreira, houve um problema técnico: “Agarrámo-nos à esperança de que a coisa se resolvesse. Não resolveu…”, contou.

Publicado

em

DailyCristina/Instagram

A equipa do programa de Cristina Ferreira “Dia de Cristina” foi surpreendida ontem, pela manhã, quando, a minutos de entrar no ar, foi confrontada com um problema técnico nos estúdios que a obrigou a deslocar-se de Bucelas para a TVI, em Queluz de Baixo.

PUBLICIDADE

Cristina Ferreira explicou em direto o que aconteceu, no entanto, no final do dia, o realizador do programa, João Patrício, decidiu relatar a ordem dos acontecimentos e fazer um agradecimento a todos.

Na sua conta de Instagram, o profissional em questão começou por partilhar que, quando detectado o problema, foi dado “o alerta a Queluz de Baixo”:

“Agarrámo-nos à esperança de que a coisa se resolvesse. Não resolveu. Às 9:50h tomámos a decisão de ir de armas e bagagens para a TVI (…) quando digo “armas e bagagens”, quero dizer 70 pessoas, 3 dezenas de carros, um autocarro, uma ambulância e equipamento técnico. Saímos de Bucelas às 10h e às 10:40h estávamos prontos para entrar no ar. Só quem faz televisão pode imaginar o milagre que isso representa”, contou.

João Patrício salientou a “grande entrega profissional” de toda a equipa e terminou com uma reflexão:

PUBLICIDADE

“Agora em casa, dou por mim a agradecer o sucedido, por perceber que nos uniu ainda mais, por sentir este orgulho e por perceber que estou rodeado de profissionais incríveis que, seguramente, adormecem hoje com a mesma sensação. Uma vénia a todos ❤️”.

Leia aqui o texto na íntegra:

View this post on Instagram

Meia hora antes da hora prevista para o arranque do programa foi diagnosticado um problema técnico, que podia inviabilizá-lo. Demos o alerta a Queluz de Baixo e agarrámo-nos à esperança de que a coisa se resolvesse. Não resolveu. Às 9:50h tomámos a decisão de ir de armas e bagagens para a TVI e fazermos de lá o programa, pelo menos a parte da manhã, dando assim tempo para que tudo se normalizasse até à hora do almoço. Importa dizer que, quando digo "armas e bagagens", quero dizer 70 pessoas, 3 dezenas de carros, um autocarro, uma ambulância e equipamento técnico. Saímos de Bucelas às 10h e às 10:40h estávamos prontos para entrar no ar. Só quem faz televisão pode imaginar o milagre que isso representa. Foi um notável exercício coletivo de grande entrega profissional. De todos. A TVI é feita de gente de fibra, com grande capacidade reativa. Uma palavra de reconhecimento ao Nuno Santos, ao Carlos Barata e ao Frederico Teves que garantiram que o terreno estava pronto para receber a máquina. Nada falhou. Agora em casa, dou por mim a agradecer o sucedido, por perceber que nos uniu ainda mais, por sentir este orgulho e por perceber que estou rodeado de profissionais incríveis que, seguramente, adormecem hoje com a mesma sensação. Uma vénia a todos ❤️

A post shared by João Patrício (@joaovascopatricio) on

PUBLICIDADE

 

Adoro rádio, televisão, música e sobretudo notícias... Todos os dias trago-te os destaques da vida dos famosos...

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING