Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Após polémica com Catarina Furtado, Facebook bloqueia conta de Maria Vieira

PUBLICIDADE

Depois de um texto onde ‘ataca’ Catarina Furtado, Maria Vieira foi bloqueada pelo Facebook. A ex atriz diz que a verdadeira causa foi a denuncia de outras publicações, por vários utilizadores da rede social…

Publicado

em

Por

Maria Vieira/Facebook Catarina Furtado/Instagram

Maria Vieira, no dia 29 de Setembro, publicou um texto através do Facebook onde atacava Catarina Furtado. Na partilha, a militante do partido de extrema direita ‘Chega’ chamou Catarina Furtado de “serigaita” e “lambisgóia”, alegando que a apresentadora “vive à custa do erário publico”.

PUBLICIDADE

No mesmo dia, a conta do Facebook de Maria Vieira foi temporariamente bloqueada pela rede social, devido a denuncias a alguns posts, feita por vários utilizadores do Facebook. De acordo com Maria Vieira, foi “por causa de seis publicações antigas (três delas remontavam a 2019)”.

Esta semana, Maria Vieira voltou a ter acesso à conta na rede social numa data em que ainda lhe “faltariam cumprir mais 10 dias do bloqueio”, segundo conta.  Através de uma nova publicação, a ex atriz explica o motivo da sua ausência e volta a falar de Catarina Furtado.

Com o intuito de justificar o recurso a palavras desagradáveis para se referir à apresentadora da RTP, Maria Vieira tenta esclarecer o seu ponto de vista: “As palavras ‘Sirigaita’ e ‘Lambisgóia’ não configuram nenhum insulto, pois ambas as palavras significam ‘Intrometida’ ou ‘Pretensiosa’  que foi precisamente aquilo que eu quis chamar à sirigaita que é lambisgoia a que me referi nessa mesma publicação”. Contudo, deixa claro que o motivo pelo qual a sua conta de Facebook foi bloqueada não foi devido ao ‘ataque’ a Catarina Furtado. “Não fui bloqueada por causa dessa publicação”, informa.

A ex atriz ataca ainda a comunicação social, chamando os profissionais da área de “idiotas-uteis” e “corruptos”, assim como o governo. “Continuarei a lutar para derrubar este governo socialista/comunista”, exclama a apoiante de um partido de extrema direita ainda na mesma publicação.

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

TRENDING