Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Após polémica, Cláudia Lopes revela insultos que leu: “Escreveram que não merecia ter tido filhos”

PUBLICIDADE

“A pessoa mais importante na minha vida é o meu marido e, depois, é o meu filho” foi a frase que levou a que Cláudia Lopes fosse criticada e insultada…

Publicado

em

Cláudia Lopes/Instagram

Cláudia Lopes “deu que falar” nas redes sociais, depois de ter dito, em entrevista ao site Selfie, que para si, o marido, é a pessoa mais importante da sua vida.

PUBLICIDADE

“As pessoas enervam-se com tudo nas redes sociais e ficam muito ofendidas quando as pessoas dizem: ‘A pessoa mais importante na minha vida é o meu marido e, depois, é o meu filho’… tu não podes gostar mais do teu filho do que de quem te ajuda a criá-lo…”, afirmou.

Veja aqui.

Assim, e como forma de esclarecer o assunto, a jornalista esteve esta quarta-feira, 2 de dezembro, no programa “Dia de Cristina”, à conversa com Cristina Ferreira:

“O amor dos filhos não se compara com nada (…) tu és mãe, se alguém um dia chegar ao pé de ti e dizer ‘tens que dar a vida para salvar o teu filho’, tu nem pestanejas…”, começou por explicar, admitindo que é um tipo de amor completamente diferente de todos.

PUBLICIDADE

“Qualquer pessoa na sua sanidade mental sabe que o amor dos filhos não tem comparação”

Cláudia Lopes esclareceu que esse amor é único, destacando que até que para criar esse tipo de amor é necessária a presença do marido:

 “Para eu estar aqui hoje, quem é que achas que vai buscar o meu filho à escola? É o meu marido. Para eu fazer a carreira que fiz, no futebol, que é sempre à noite, quem foi a pessoa que esteve sempre incondicionalmente ao meu lado? O meu marido…”, exemplificou.

De seguida, revelou também que o que viu ser escrito foi de uma crueldade desmedida:

PUBLICIDADE

“Houve muita gente que desejou o meu divórcio, que disseram ‘quando ele te der um pontapé no rabo, eu quero ver’ (…) houve uma pessoa que escreveu que eu não merecia ter tido filhos (…)”, revelou.

A jornalista da TVI referiu que o lhe custou mais foi saber que todos os insultos foram vistos pela sua família e amigos:

“É de uma maldade, de uma crueldade…não há necessidade”, considerou, emocionada.

No final, Cláudia Lopes mostrou-se revoltada com a quantidade de ódio que é veiculado nas redes sociais, no entanto frisou que vai continuar a dizer aquilo que sente nas entrevistas: “Custa-me que as pessoas tenham tanto fel”, desabafou.

Ora veja.

PUBLICIDADE

Adoro rádio, televisão, música e sobretudo notícias... Todos os dias trago-te os destaques da vida dos famosos...

COMENTÁRIOS

TRENDING