Segue-nos

Famosos

Após ler depoimento sobre depressão, António Raminhos dá ‘grito’ de revolta: “Que gente fraca…”

O humorista decidiu pronunciar-se sobre o depoimento e não escondeu a sua revolta…

Publicado

em

Por

Após ler depoimento sobre depressão, António Raminhos dá ‘grito’ de revolta: “Que gente fraca…”
Reprodução Redes sociais

António Raminhos recorreu esta terça-feira, dia 16 de maio, à conta pessoal do Instagram para deixar um sentido desabafo sobre um depoimento que leu sobre a Depressão.

O humorista mostrou-se ‘incrédulo’ com o que leu no artigo e deu um ‘grito’ de revolta:  “Há pouco tempo, uma pessoa que acompanho em consulta por depressão disse-me que, ao regressar ao trabalho depois de estar de baixo por causa dessa mesma doença, foi surpreendida com a decisão da sua chefia retirar-lhe todo o trabalho de responsabilidade que antes executava. Para justificar essa decisão, o chefe terá dito que percebia perfeitamente que uma pessoa pudesse estar de baixa por depressão, mas que jamais seria de confiança para funções mais importantes, porque “nunca se sabe se está bem da cabeça”. Terá ainda acrescentado: Sabe, eu já sei que agora toda a gente tem depressão, mas não consigo empatizar com quem se entrega a essa doença”, pode ler-se na imagem partilhada.

Perante este testemunho, António Raminhos teceu duras críticas ao “chefe” em questão: “Li este depoimento do meu companheiro e psiquiatra e deixou-me com uma dor de cabeça que nem imaginam. O pior é que já ouvi outros relatos do género. Este ‘chefe’ tem tudo menos capacidade para estar numa posição de chefia. Tem sobretudo ignorância, crenças, estereótipos, insensibilidade, desconhecimento e idiotice a montes”, começou por escrever.

O humorista ainda acrescentou: “Frases como ‘eu sei que toda a gente agora tem depressão’ (também podia substituir-se por ansiedade… já ouvi essa) ou ‘não consigo empatizar com quem se entrega a essas doenças?’… Entrega? ENTREGA?! Realmente, também não sei como é que a minha mãe se entregou ao cancro… ou como é que o meu amigo se entregou ao atropelamento de que foi alvo! Que gente mais fraca! Precisamos de mais chefes como estes, pessoas que não se entregam, nem são fracas de cabeça… porque já não a têm”, terminou.

Ora veja:

 

COMENTÁRIOS

TRENDING