Segue-nos

Famosos

António Pedro Cerdeira reage às acusações de violência doméstica e garante: “Tenho um profundo ódio…”

PUBLICIDADE

O ator esteve à conversa com Júlia Pinheiro e defendeu-se das acusações de violência doméstica de que está a ser acusado pela ex-companheira.

Publicado

em

Por

António Pedro Cerdeira reage às acusações de violência doméstica e garante: “Tenho um profundo ódio…”
Reprodução | Redes Sociais

António Pedro Cerdeira está a ser acusado de violência doméstica por parte da ex-companheira, Susana da Silva, num processo que se encontra a decorrer no Tribunal de Sintra “em fase de inquérito sobre a direção do Ministério Público e sobre segredo de justiça”.

Leia também: António Pedro Cerdeira acusado de violência doméstica. Ex-companheira ‘quebra silêncio’: “Vivi um pesadelo…”

PUBLICIDADE

Durante a rubrica de atualidade criminal do programa ‘Dois às 10’ da passada quinta-feira, dia 24 de novembro, a ex-companheira do ator falou publicamente pela primeira vez sobre as alegadas agressões de que terá sido vítima: “Eu vivi um pesadelo durante sete anos. Vivi onde era agredida verbalmente, onde era agredida fisicamente, mas não eram agressões ao estilo de empurrões ou chapadas, era mesmo murros na cabeça, eram pontapés, era trela de cão, era bancos que me abriam a cabeça”, afirmou.

Já nesta segunda-feira, dia 28 de novembro, António Pedro Cerdeira esteve à conversa com Júlia Pinheiro no programa “Júlia”, da SIC, para reagir às acusações feitas pela ex-companheira e garantiu: “Fui e sou vítima de violência doméstica”.

O ator ainda acrescentou: “A violência domestica não é só física: é também a psicológica. E estou à vontade em todas as coisas que direi neste programa porque elas estão provadas, estão entregues no Ministério Público”.

PUBLICIDADE

No seguimento deste assunto, António Pedro Cerdeira afirmou: “Eu não sou, nunca fui e nunca serei um agressor de mulheres. Tenho um profundo ódio a um homem que seja agressor de mulheres e a uma mulher que também agrida, embora eu saiba que é um crime maioritariamente masculino”.

 

COMENTÁRIOS

TRENDING

v