Segue-nos

Famosos

Antes de ser “O Programa da Cristina” era… “Cristina coMvida”

Cristina Ferreira fala sobre já ter escrito o seu programa há 4 anos atrás, mas não revela se Manuel Luís Goucha fazia ou não parte do seu projecto: “O vizinho mudou de nome. Mas estava tudo lá. Guardado numa gaveta.”

Publicado

em

Cristina Ferreira/ Instagram

Cristina Ferreira nunca escondeu que “O Programa da Cristina” já tinha sido pensado e escrito em tempos, e apresentado à TVI.

Ontem a apresentadora revelou o que afinal tinha na gaveta há já 4 anos, ‘Cristina coMvida’

“2014. Assim se apresentava no papel o que é hoje o Programa da Cristina”,  escreve na partilha que fez nas redes sociais, onde revela a imagem escolhida na altura para a apresentação do projecto.

A apresentadora partilhou ainda no seu blog o sentimento que tem hoje quando olha para o dia em que começou a escrever o programa que idealizava para si:

Há um ano tudo era diferente. Nem sequer sei o que estava a fazer. Ou melhor, sei. Estava a gravar o Apanha, a fazer o Você na TV, a fazer caminhadas na Ericeira, produções para o blogue, o Tiago na escola, em casa. Mas tudo era diferente. Eu já sabia que ia mudar. Sem saber que ia para a SIC. Longe até de imaginar que isso ia acontecer. Mas eu sentia a mudança. Sempre fui assim, capaz de antecipar o que vai acontecer. Ou ver para além do que já existe.

Escreve revelando a necessidade que, na altura, já sentia de uma mudança na sua vida em televisão.

“Olhando agora para aquele tempo percebo a força do querer. Foi porque eu quis que tudo aconteceu. “

Cristina revela também que quando escreveu o seu programa ‘de sonho’ já tinha como seu aliado João Patrício:

“Talvez já tivesse escrito estas linhas no dia em que alinhei um programa de sonho, há 4 anos, que se chamava Cristina coMvida. Era o Programa da Cristina. Só nos enganámos na morada, João Patrício.”, lê-se.

Apesar de o ter imaginado com outro nome, Cristina Ferreira revela que apenas se enganaram na morada:

“O primeiro convidado entrou ao telefone. O vizinho mudou de nome. Mas estava tudo lá. Guardado numa gaveta.”

Só não explica se Manuel Luís Goucha fazia ou não parte do seu projecto:

“A vida encarregou-se de nos dar a chave. A nós. Tínhamos a cópia. A mesma que anda agora na tua mala. Para não nos esquecermos que fomos nós que definimos o destino. Fui eu que avancei. Disse-te primeiro que tinha chegado a hora. Agosto de 2018. Não tivemos a certeza que era o momento. Ou tivemos. Pouco tempo depois vinhas. Sabias também que era chegada a hora.”

 

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING