Segue-nos

Animais

Animal marinho “misterioso” já foi identificado por um especialista

“Foi algo completamente inesperado, não é uma coisa que se veja normalmente na praia.”, disse Desai à BBC.

Publicado

em

O furacão Harvey não apenas deslocou muitas pessoas, mas também deslocou as criaturas do mar.

Na semana passada, Preeti Desai, da National Audobon Society, postou uma fotografia no Twitter para tentar identificar uma criatura misteriosa que encontrou uma praia após o furacão Harvey.

O animal morto, aparentemente sem olhos, e com uma boca cravada de dentes afiados, e um grande corpo em forma de cilindro, era “um mistério” para muitos.

“À primeira vista, pareceu-me algo do mar profundo”, disse Desai. “O meu pensamento inicial foi de que poderia ser uma lampreia do mar, mas quando cheguei perto, percebi que não era, particularmente com base na boca.”

Desai publicou as fotos no Twitter e pediu ajuda aos biólogos: “Este é o tipo de coisa que é perfeita para o Twitter – há tantos cientistas e investigadores na plataforma”.

O biólogo Kenneth Tighe desvendou finalmente o mistério, e acredita tratar-se de uma enguia, cuja designação, em inglês, é uma “fangtooh snake-eel” (serpente enguia).

As tempestades podem ter levado a que o animal desse à costa. Ele é habitualmente encontrado nas profundezas do mar, na zona oeste do Atlântico. Vivem habitualmente entre 30 a 90 metros de profundidade, e passam a maior parte do tempo escondidas, mas ocasionalmente aventuram-se em águas rasas.

“Foi algo completamente inesperado, não é uma coisa que se veja normalmente na praia.”, disse Desai à BBC.

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

Animais

Video: Jovem sem-abrigo em lágrimas ao reencontrar a sua cadela desaparecida

Publicado

em

Por

Um jovem sem-abrigo ficou em lágrimas depois de se reencontrar com a sua cadela, que estava desaparecida há uma semana.

Lee, 24 anos, que vive em Leeds, Inglaterra, estava numa busca desesperada por Crystal, que desapareceu no dia 15 de janeiro.

O jovem ficou muito feliz em vê-la, quando foi trazida de volta até ele. Lee continuou a chorar enquanto abraçava e acariciava a sua cadela de dois anos de idade, que ele diz ser “tudo o que tem”.

De acordo com Toni Mella Sweeney, do grupo voluntário de Leeds, Helping Hands, Crystal fugiu depois de ela se ter assustado com uma discussão que começou perto dela e de Lee, na passagem subterrânea onde eles estavam a dormir.

Toni explicou ao Metro que contactou uma associação a pedir ajuda, e “eles espalharam cartazes por toda a parte”, disse.

Uma semana mais tarde a cadela, de dois anos, foi encontrada por um pastor.

O reencontro ficou registado em video, e emocionou as redes sociais:

Continuar a ler

TRENDING