Segue-nos

Famosos

Ângelo Rodrigues relata acontecimento durante a sua viagem à Jordânia: “Engoli em seco e despedi-me…”

Ângelo Rodrigues contou o que lhe aconteceu com umas raparigas na Jordânia, ao mesmo tempo, que reflete acerca da cultura do médio oriente…

Publicado

em

Por

Finalmente recuperado, Ângelo Rodrigues voltou a aventurar-se a viajar.

O ator está atualmente na Jordânia, como tem mostrado através das redes sociais.

Este domingo, 19 de Janeiro, Ângelo Rodrigues partilhou um texto no Instagram onde reflete sobre a sua visão ocidental, contrastante com a perspetiva das pessoas naturais do país onde se encontra.

“À minha frente estão sentadas quatro mulheres parcialmente cobertas por um véu. Sorriem alegres enquanto poluem o ar com névoas de fumo. Estão a fumar shisha, ou “argilah” como aqui lhe chamam”, começou por descrever o ator que estava num bar a observá-las enquanto escrevia.

“Curioso que, no imaginário ocidental, as olhemos como matrioskas aprisionadas numa cultura exclusivamente patriarcal. Penso na raíz do meu preconceito e todo o meu raciocínio converge numa só palavra: ignorância”, refletiu enquanto cidadão ocidental que se estava a deparar com uma outra realidade.

Depois disto, umas raparigas abordaram o ator no café e este contou a peripécia: “Três miúdas, parcialmente tapadas, perguntaram-me se tinha Instagram”.

“Uma delas diz que é fotógrafa e pergunta-me se é possível fazer-me alguns retratos. Aceito. Resultado: 6 minutos de puro constrangimento meu, ao acatar algumas indicações enquanto ela balbuciava alguns monossílabos em inglês”, continuou a relatar.

No final da sessão fotográfica, Ângelo Rodrigues pediu que elas se juntassem a ele para “selar aquele encontro com uma fotografia” mas, todas elas rejeitaram.

“Dizem-me que apenas podem tirar fotos com parentes e que um registo publicado comigo poderia ser ofensivo para a família delas. Engoli em seco e despedi-me”, contou.

Isto, levou o ator a uma reflexão: “Apesar de toda esta jovialidade aparentemente inconsequente, há valores enraizados que as colocam ainda a anos luz de valores de género igualitários. No entanto, senti aqui um vislumbre do futuro. Sei que as coisas mudarão. Lentamente, mas mudarão”.

.

Recomendamos




Recomendamos




COMENTÁRIOS

TRENDING