Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

“Amor sem fim”: Ângela quer mudar a lei para concretizar sonho, e revela nome que escolheu para o filho

PUBLICIDADE

Ângela Ferreira continua luta para concretizar o sonho de ter um filho….

Publicado

em

Por

Angela Ferreira

A história de amor de Ângela Ferreira e Diogo Neves deu origem a um mini-série documental que foi transmitida na TVI, batendo recordes de audiência e emocionando os portugueses.

PUBLICIDADE

Na reportagem, os jornalistas Alexandra Borges e Emanuel Monteiro contaram a história de Ângela, uma mulher que tentou engravidar do marido já falecido, mas que não conseguiu concretizar o sonho já que a lei portuguesa não o permite actualmente.

Ângela explicou que só decidiu avançar para a reportagem da TVI como “último recurso”, revelando que, neste momento, não sabe se o esperma do marido falecido já foi ou não destruído.

Como conta a TVI, mais de 20 mil pessoas já assinaram a segunda petição para mudar a lei que actualmente não permite a procriação medicamente assistida após a morte. De recordar que Ângela Ferreira já tinha criado uma primeira petição online, que já contava com mais de 100.000 subscritores.

PUBLICIDADE

Segundo a TVI, Ângela ainda não sabe se o esperma de Hugo já foi destruído, e avançou entretanto com um processo contra o Hospital de São João para impedir que isso aconteça.

Hoje, a revista Nova Gente revela uma grande entrevista com Ângela, onde revela que o casal tinha o desejo de ter um menino, revelando ainda o nome que escolheram para o filho: “Se fosse um menino chamava-se Guilherme. Foi uma escolha dos dois”, assinalou.

COMENTÁRIOS

TRENDING