Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Acusado de falhar pagamentos a jogadores, Conguito reage: “O sonho virou pesadelo”

O radialista, fundador do Villa Athletic Club, deixou críticas à equipa por “denegrir” a imagem do clube e do presidente.

Publicado

em

Por

Acusado de falhar pagamentos a jogadores, Conguito reage: “O sonho virou pesadelo”
Reprodução redes sociais

Conguito, como é popularmente conhecido o radialista e repórter Fábio Lopes, quebrou o silêncio sobre a polémica em que está envolvido depois do clube que fundou em junho deste ano, o Villa Athletic Club, estar a ser acusado de falta de pagamentos e despejos de jogadores.

Foram contratados vinte jogadores, entre os quais Edinho e André Carvalhas, e a maioria “nunca viu um euro”, noticia o Mais Futebol, à semelhança do que aconteceu com o fotógrafo que registou imagens do jogo de apresentação.

PUBLICIDADE

“Os investimentos iniciais previstos não se concretizaram e estamos a ter algumas dificuldades ao nível de patrocínios diretos com marcas”, disse Conguito numa nota enviada ao site desportivo.

No seguimento da onda de críticas, recorreu à sua página de Instagram para reagir, na noite desta quarta-feira, 19 de outubro, com uma mensagem dedicada “à família, amigos, a todos os que seguem o seu trabalho e a todos os que se têm cruzado com o Villa Athletic Club: “Lamento que o meu sonho vos tenha arrastado para as notícias e lamento que tenham de ler tudo o que foi escrito, em notícias ou em comentários negativos e, por vezes, agressivos”.

E atirou: “[…] Mas nos tempos difíceis, em que a equipa devia estar unida a encontrar soluções de viabilização do projeto e soluções para os problemas, os que acreditava serem os melhores consideraram que seria mais benéfico criar uma campanha nos media e nas redes sociais, com o intuito de destruir o valor do Villa Athletic Club e de denegrir o seu Presidente”.

PUBLICIDADE

“O sonho virou pesadelo. Perdeu o Fábio, que quis criar um clube novo e perdeu o Conguito, a construir uma carreira há 12 anos. Peço desculpa a todos por ter acreditado no sonho. É muito mais difícil do que imaginei, reconheço”, acrescentou ainda.

Conguito rematou dizendo que “não se salta do barco a arder” e que está focado na resolução dos “problemas das pessoas e do Clube”.

TRENDING