Segue-nos

Animais

Abrigo decora casotas à “Harry Potter”, para ajudar os cães a serem adotados

Publicado

em

Por

Este abrigo agrupa cães abandonados nas suas casotas decoradas à “Hogwarts” – as casas da Escola de Bruxaria de Harry Potter – para os ajudar a encontrar um lar, como conta o The Dodo.

Estão divididos por personalidade… As casas dos Hufflepuffs (uma das quatro casas disponíveis) são as mais cheias.

Um abrigo na Flórida reparou que muitas das pessoas que queriam adotar os animais, estavam mais interessadas nas raças, do que na sua personalidade. Com o objetivo das pessoas adotarem os animais inteirados da sua personalidade, o abrigo teve a ideia (super nerd!) de usar um motivo relacionado com o Harry Potter para o fazer.

Stephen Bardy, diretor executivo da organização de resgate Pet Alliance Orlando, estava a ver com outros membros da organização uma forma mais eficaz de fazer com que as pessoas se focassem mais na personalidade dos cães e menos nas suas raças.

Foi, então, que surgiu a ideia de começarem a agrupar os cães em casas Hogwarts. Cada cão era dividido consoante a sua personalidade e o abrigo tinha, na verdade, um sistema sofisticado de verificar a que casa pertencia cada cão, tal como o ‘Sorting Hat’, o questionário que era feito no filme de Harry Potter com o intuito de se descobrir a que casa pertencia cada personagem.

“A nossa especialista em comportamento animal (e guru do tema Harry Potter), Diane Andersen, criou um teste usando brinquedos que representam as diferentes qualidades de cada uma das casas”, explicou o diretor executivo, Stephen Bardy, em declarações ao site The Dodo, acrescentando: “Os cães são testados de forma individual, como acontece no ‘Sorting Hat’, em Harry Potter. No nosso caso, é a escolha do brinquedo por parte do cão que vai decidir a sua casa.”

É universalmente sabido que os Gryffindors são os corajosos e heroicos, os Slytherins são os determinados e desenrascados, os Hufflepuffs são os leais e amáveis e os Ravenclaws são os inteligentes e espirituosos. O abrigo, tentou traduzir tudo isso em brinquedos, de forma a conseguir agrupar os cães nas casas certas.

Até agora, o abrigo conseguiu agrupar 40 cães nas casas ficcionais de Harry Potter. A casa mais cheia é a dos Hufflepuff. As casas dos Gryffindor e dos Slytherin também estão, no entanto, bem representadas! A casa dos Ravenclaws é a que tem menos cães, até agora. Aparentemente, não há muitos cães estudiosos…

E como funciona? Assim que um cão tem a sua casa definida, recebe um banner para a sua coleira, para que a eventual família adotiva saiba, exatamente, a que casa pertence e, dessa forma, que tipo de personalidade tem. O abrigo criou, ao mesmo tempo, um breve questionário para que os potenciais dono possam preencher e adivinhar em que casa está o cão que queriam adotar…

O conceito tem sido, até agora, um sucesso e já ajudou inúmeros cães a conseguir uma nova família!

“A ideia já criou imenso buzz e, por isso mesmo, temos tido cada vez mãos visitas. Adotámos este sistema apenas há duas semanas e já conseguimos mais adoções do que no ano passado!”

Os gatos, aparentemente, também não se importam com o sistema adotado…

À medida que os cães vão chegando ao abrigo, vão sendo direcionados para as respetivas casas. O sistema mostra-se, desta forma, não só eficaz, como também super divertido!

“Queremos, com isto, iniciar uma discussão a nível nacional de como a personalidade dos cães é mais importante do que as suas raças. Esse é o nosso objetivo último e penso que esta é uma forma divertida de o .alcançarmos!”, finaliza Stephen Bardy, diretor executivo da organização.

.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING