Segue-nos

Famosos

A reflexão de Sofia Ribeiro no dia mundial contra o cancro: “É só uma palavra, é só uma doença”

Sem ‘papas na língua’ Sofia alerta para a importância da mudança de comportamentos: “Não tenhas pena de quem está com cancro (…) Combate ao cancro não é só usar o lacinho rosa em Outubro”

Publicado

em

Sofia Ribeiro / Facebook

Sofia Ribeiro assinalou o dia de ontem nas redes sociais, Dia Mundial da luta contra o Cancro, lançando o debate sobre o preconceito que acredita existir sobre a doença.

“Dia mundial da luta contra o cancro ( E o preconceito )” começa por escrever, considerando que existe “muito preconceito” em relação à doença

“Sabemos que ainda há um estigma em relação ao cancro – inclusive em relação à palavra em si. Muitas pessoas a chamam de “doença prolongada ”, mas a verdade é que esses eufemismos demonstram que ainda há MUITO preconceito em relação a estar com cancro.”, lê-se

Na sua publicação a actriz alerta para o facto de ser necessário falar cada vez mais sobre a doença, sem medo e principalmente sem preconceito, para que cada vez mais ela seja detectada a tempo de ser travada, realçando que é na informação partilhada, que começa a prevenção e com a mudança de hábitos:

“Quanto mais nós falarmos sobre isso, mais bem informadas as pessoas serão – tanto sobre como prevenir, quanto sobre como funcionam os tratamentos. Por isso, está na hora de avançar a maneira como olhamos para o cancro. (..) Aproveito este dia pra ressaltar a importância da prevenção e da informação sobre o cancro. Já sabemos que hábitos de vida saudável reduzem as possibilidades de se desenvolver cancro – e que a genética participa no máximo com 15% . Não custa nada fazer escolhas mais inteligentes para a nossa vida, não é?”

Sofia procurou ainda desmistificar a ideia de que o cancro aparece principalmente devido a factores genéticos:

“Actualmente, o mito de que desenvolver um cancro depende apenas de fatores genéticos caiu por terra! Sabias que 1/3 dos casos poderiam ser evitados se tivéssemos hábitos de vida mais saudáveis? Praticar actividade física regularmente (pelo menos 30 minutos 3 vezes por semana), não fumar, restringir o consumo de álcool, ter uma alimentação saudável e equilibrada (priorizando alimentos não industrializados, além de frutas e verduras em abundância) aprender a reduzir o stress e a controlar a ansiedade são maneiras simples de diminuir tuas hipóteses de desenvolver a doença. Apenas alguns tipos de cancro são directamente ligados a mutações genéticas – Vamos ganhar vergonha na cara e abraçar um estilo de vida mais saudável!”

A actriz refere ainda que o combate à doença não se pode fazer apenas com lacinhos ao peito:

“Combate ao cancro não é só usar o lacinho rosa em Outubro – é ajudar a espalhar as informações corretas para diminuir a incidência e também melhorar a vida de quem está em tratamento!”, escreve.

Adianta que é na na mudança interior de cada um que está o inicio da prevenção e esse deve ser o principal foco da comunicação daqueles que querem lutar e prevenir contra esta doença:

“Precisamos de ter autocrítica e questionar: Estou a fazer o meu melhor para o meu corpo e a minha mente? Lembra-te que tu e teu corpo são uma equipa – se não lhe deres o que precisa, corres o risco de te deixar “pendurado”. Então é isso! Vamos aproveitar a data para informar mais pessoas sobre o que é o cancro, como preveni-lo e como tratá-lo? 

Sofia termina a sua publicação com o relato de uma situação que lhe aconteceu, quando lutava contra a doença, para ressalvar as suas palavras sobre preconceito:

“A propósito de quando estava eu doente e escolhi viver a minha doença como me foi mais feliz. Uma vez uma mulher teve a AUDÁCIA de me enviar um e mail a dizer que “As pessoas com cancro não tem como ser verdadeiramente felizes – afinal, como é que alguém pode ser feliz a saber que pode morrer?!” A Minha resposta pra ela? “PARABÉNS! A senhora é a primeira IMORTAL que conheço!”, conta.

Termina pedindo que não se sinta pena dos doentes oncológicos, porque todos somos possíveis ‘candidatos’ a ser doentes de cancro:

“NÃO TENHAS PENA DE QUEM ESTÁ COM Cancro. Muitas pessoas “saudáveis” olham para pacientes oncológicos com cara de pena, ou até evitam olhar ou conviver! vocês sabem de uma coisa? Todas as pessoas têm células tumorais nos seus corpos!!! Sim, TODOS temos células que não deram certo dentro de nós – a diferença é que alguns irão desenvolver tumores (que se forem malignos, serão cancro) e outros não. “ conclui

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

TRENDING