Segue-nos
PUBLICIDADE

Mundo

A lutar contra o COVID-19, enfermeira em coma deu à luz o seu segundo filho

PUBLICIDADE

“A minha irmã não sabe que já foi mãe”, declarou a irmã da enfermeira que em coma luta contra a COVID-19

Publicado

em

Por

Megan Jeffries, de 27 anos de idade, é uma enfermeira natural do Ohio, Estados Unidos, e foi diagnosticada com Covid-19. Por estar grávida e em estado grave foi colocada em coma induzido.

PUBLICIDADE

Megan deu à luz no dia 9 de abril depois de os médicos lhe terem feito uma cesariana. Kacie Jeffries, cunhada de Megan disse ao WDTN: “A Megan não sabe que deu à luz. O seu bebé nasceu ás 29 semanas de gestação”.

Esta jovem mãe estava grávida de 7 meses quando o teste ao Covid-19 deu positivo, depois de ter desenvolvido alguns sintomas associados à doença. O irmão, Shaun Jeffries, diz que em apenas 24 horas a doença progrediu a uma grande velocidade.

Shaun diz ainda que a irmã tinha, como enfermeira, consciência da perigosidade deste vírus. “Ela chorou ao pé da minha mãe a dizer que não queria morrer. Só isto mostra que ela sabia o suficiente sobre o que tinha”, declarou.

PUBLICIDADE

Como a sua condição piorou drasticamente e os seus pulmões começaram a falhar, os médicos fizeram uma cesariana de emergência para salvar o bebé.

Megan foi colocada em coma induzido e ligada a uma máquina de oxigenação (ECMO) e, segundo os médicos, esta será a última coisa que podem fazer para salvar a sua vida.

A enfermeira está agora ligada a um ventilador, e o bebé já foi testado por duas vezes ao coronavírus. O resultado foi negativo, mas continua nos cuidados neonatais do hospital, onde já conheceu o seu pai. Para já a família ainda não quis dar um nome ao recém-nascido esperando que Megan recupere e ganhe a luta contra o Covid-19.

COMENTÁRIOS

TRENDING