Segue-nos

Famosos

À chegada ao tribunal, José Castelo Branco volta a elogiar a polícia: “Gente divina…”

Hoje, e à chegada ao tribunal onde está a ser ouvido, o “marchant d’art” voltou a mostrar a sua simpatia pela forma como foi tratado pela polícia…

Publicado

em

Por

José Castelo Branco está a ser ouvido em tribunal, depois de ontem ter sido acusado de um alegado roubo de um perfume numa loja no Aeroporto de Lisboa.

Na altura da detenção o “socialite” reagiu dizendo-se inocente, perante as acusações feitas por uma funcionária de uma loja:

“Estou aqui no aeroporto parado porque a menina onde eu ia pôr perfume da Dior (estou aqui com uma testemunha…) mandou-me para outro sitio, porque eu ia comprar cigarros… eu só disse que me queria perfumar, entretanto, não sei como, ela foi chamar a segurança… (pra ficar famosa.. ela quer é ficar famosa)… Então a pindérica foi dizer que eu tinha roubado e agora tou aqui… imagina, eu a passar por ladra… isto não é normal..”, começa por explicar José Castelo Branco.

Depois de ser ouvido na esquadra do aeroporto, e com a boa disposição que lhe conhecemos apesar da situação em que se viu envolvido, José Castelo Branco atirou alguns “piropos” aos polícias que trataram do seu caso em jeito de brincadeira.

“Acreditem, a melhor polícia é aqui no Aeroporto de Lisboa”, atirou José Castelo Branco.

Ora veja:

Hoje, e à chegada ao tribunal onde está a ser ouvido, o “marchant d’art” voltou a mostrar a sua simpatia pela forma como foi tratado pela polícia:

“Foi uma experiência maravilhosa. Conheci polícias maravilhosos. Gente divina”, atirou José Castelo Branco.

.

Recomendamos




Recomendamos




COMENTÁRIOS

TRENDING