Familia

Pai arrasta filha de 2 anos para fora do restaurante, e desabafa no Facebook

Ser pai (ou mãe) nem sempre é um mar de rosas, e este pai é um bom exemplo disso.

estava no restaurante quando a sua filha de dois anos armou uma birra, e ele teve de arrastá-la de lá. Ao chegar no carro, ele tirou uma foto que ilustra bem a situação, e escreveu um post no Facebook que é muito mais do que um desabafo:

“Eu estou trancado no meu carro com a minha filha pequena. Nós saímos para um jantar em família, e ela decidiu fazer uma birra porque a mãe não a deixou atirar tirinhas de frango. Então ela gritou e gritou, esperneou e esperneou, e como eu era o único que tinha terminado a refeição, tive o prazer de a “arrastar” para fora do Red Robin (o restaurante).

Passei com ela pelo bar e todos ficaram a olhar para mim, a maioria das pessoas, sem filhos, imagino eu. Ninguém com filhos me teria olhado daquela maneira nos olhos, com aquelas caras, que pareciam dizer: ‘se você não consegue controlar a sua filha, então saia’.

Tatuagem de Fénix parece voar...

Bom, não. Eu não consigo controlá-la.

Não o tempo todo.

Ainda não.

Ela tem dois anos e vai levar muitos anos para a ensinar como agir correctamente em público, e a única forma de a ensinar é saindo com ela e mostrando-lhe o certo e o errado. Dizer não um milhão de vezes, deixá-la voltar a ter um ataque de birra e voltar a dizer-lhe que não.

Esses ensinamentos exigem paciência, trabalho árduo, e experiências do mundo real, e desculpem-me aquelas pessoas no bar que se irritaram com a birra da minha filha, mas vocês são parte desse processo de educação. Os vossos pais fizeram o mesmo com vocês e é assim que vocês sabem como reconhecer quando uma criança faz algo irritante num restaurante. Foi assim que vocês aprenderam a olhar uma situação e dizer: ‘essa mãe/pai tem de aprender a controlar os seus filhos’.

Foi assim que vocês aprenderam a ser pessoas respeitáveis.

Eu entendo. As crianças são irritantes quando fazem barulho num restaurante. Eu sei. Eu estou a viver isso. Mas antes de ficarem com raiva e julgarem, percebam que o que vocês estão a presenciar não é uma má educação, mas, ao contrário, são pais a esforçarem-se para consertar a situação.

Vocês estão a ver o que é necessário para transformar uma criança para a vida.”

Qual a tua opinião? Concordas com a atitude deste pai? Ou pelo contrário, achas que ele agiu de forma errada? Deixa a tua opinião nos comentários…

To Top