Animais

Cão leal esperou pelo dono sem-abrigo à porta do hospital

Esta semana, uma equipa de emergência médica no Brasil foi chamada para ajudar um homem sem abrigo, que tinha caído na rua, doente, com um problema respiratório. Quando chegaram, rapidamente ficou claro que, apesar de aparentemente ter pouco em termos de bens materiais, o homem doente era rico, mas de outra maneira.

Com ele estava o seu cão fiel, chamado Marrom, que permaneceu ao seu lado o tempo todo.

Ao invés de evitar o cachorro depois de carregar o homem na ambulância, a tripulação simpática levou Marrom a bordo da ambulância, para ir com  o seu amigo para o hospital.

Quando chegaram ao Hospital Humanitário, na cidade de Limeira, no Brasil, Marrom tentou o seu melhor para seguir o dono para a sala de emergências, mas foi impedido naturalmente.

Ela foi ao seu próprio funeral...

Só depois de o homem ter ido até fora da vista, para a UTI, que o cão parou de tentar entrar no hospital. Marrom apenas se deitou à porta e esperou… esperou… esperou…

À medida que as horas passavam, a demonstração de lealdade de Marrom para com o  dono sensibilizou os funcionários do hospital. Eles trouxeram-lhe comida, água e mimaram-no com carinho.

O médico Jairo Xavier de Oliveira postou no Facebook:

O pessoal do hospital até colocou um aviso para garantir que ninguém iria incomodar o cachorro ou confundi-lo com um cão de rua:

Ao todo, a vigília de Marrom durou mais de 32 horas . Foi nessa altura que, como relata o UOL News, um grupo local de resgate de animais, a ALPA , entrou em cena para ver se o cão precisava de cuidados.

Achando que ele tinha pulgas e carraças, e talvez nunca antes tinha sido visto por um veterinário, eles decidiram levá-lo para tratamento. Depois disso, ele vai ficar com eles até que o dono tenha alta do hospital.

To Top